quinta-feira, 6 de junho de 2013

Paulo Fonseca: Técnico sensação


Quem é este treinador?
O seu nome é Paulo Fonseca. Nascido em Nampula, Moçambique, há 40 anos, o técnico do Paços de Ferreira é um homem desconhecido para muitos entendidos do futebol, mas está a tentar contrariar essa definição, tentando tornar-se reconhecido pelos seus feitos. O seu último desempenho elevou o seu nome a nível mundial estando neste momento preparado para dar o salto para o estrangeiro ou para um "grande" nacional, é neste momento associado ao Porto, que segundo outras fontes, poderá ser o escolhido pelo Presidente Pinto da Costa.

Antes de ser treinador, foi jogador profissional, começando a jogar no Barreirense, Leça, Belenenses, Marítimo, Vitória de Guimarães, acabando no Estrela da Amadora na época de 2004/2005, clube em que começa a trabalhar como treinador e nada se previa que num futuro tão próximo pudesse alcançar um objectivo tão importante por um clube como o que alcançou pelo Paços de Ferreira. Como referia, Paulo começou a treinar os Juniores do Estrela da Amadora em 2005/2006 e 2006/2007 alcançando um 5º e 3º lugares respectivamente, mostrando desde de inicio que poderia vir a ter muitas alegrias enquanto técnico.

Em apenas dois anos mostrou que apesar de ter pouca experiência se pode atingir bons resultados e boas classificações, e tudo se deve ao trabalho realizado, aos seus métodos e à demonstrada vontade de querer evoluir. De seguida começa a sua carreira como técnico de uma equipa Senior, o 1º de Dezembro em 2007/2008, que militava na III Divisão Nacional , ficando em 9º lugar conseguindo atingir a manutenção. Eram claras as suas boas qualidades e características, e estas não passaram despercebidas para o clube do Odivelas que assegurou as funções na época seguinte, 2008/2009, atingindo o 5º lugar, passando para a fase de subida, não conseguindo atingi-la, mas mostrando que é fixo aos seus objectivos e mostra que quer sempre mais e melhor, e que pretende grandes objectivos e tudo indicava que este técnico iria ter um futuro risonho.

Apenas um ano, e já estava noutra equipa, desta vez no Pinhalnovense, permanecendo aqui dois anos, nas épocas de 2009/20010 e 2010/2011, alcançando um 7º e 4º lugar respectivamente, colocando novamente a sua fasquia muito elevada, dado que as suas classificações eram sempre muito boas e com certeza quereria tentar talvez algo ainda maior mas que não conseguiria atingir ainda como técnico, mas nunca desistiu de tentar chegar à primeira liga e cada vez o sonho estava mais perto. E na época 2011/2012 transferiu-se para o Desportivo de Aves e esteve muito perto de conseguir alcançar a sua primeira subida de divisão por um clube  e logo uma subida à primeira divisão do campeonato português, mas a diferença foram apenas dois pontos, sim leu bem, dois pontos. Esses pontos separaram a sua equipa da equipa do Moreirense que alcançou a subida, que para Paulo Fonseca teve um sabor amargo, acabar o campeonato com uma diferença tão curta.

E, nada fez este jovem técnico desistir e devido a sua perseverança e aos seus princípios, suscitou o interesse do Paços de Ferreira, e em apenas 7 anos como treinador, conseguiu chegar ao mais alto nível do futebol nacional, assinando pelo clube da capital do móvel e ainda era cedo para falar de objectivos e o que poderia o Paços fazer às ordens deste treinador. Pois muito bem, lutou, trabalhou, fincou, brilhou e conseguiu alcançar um grande objectivo, mostrando que não teve medo de assumir o seu papel, de pisar grandes palcos e de começar uma nova e importantíssima aventura. Um 3º lugar, com acesso ao play-off da Liga dos Campeões, numa prova em que o técnico nunca esperaria conseguir atingir em tão pouco tempo e com uma equipa que tem muito pouca história nas competições europeias. Chegou às meias finais da Taça de Portugal e ficou em 2º lugar no grupo da Taça de Liga, não conseguindo o acesso às meias finais da prova por um golo. 

O Patadas apelida-o de "técnico sensação" e a sua pequena carreira de treinador demonstra que Paulo Fonseca poderá vir a ter muito sucesso, e por onde passou deixou sempre a sua marca, e mostrou que se pode alcançar bons resultados em pouco tempo. Ele terá o seu método, mas o que importa é que contra factos não há argumentos, sendo que tem um enorme potencial e está a ser cada vez mais valorizado. Não será por nada que estará na mira dos dragões, podendo mesmo ser anunciado como tal até à próxima quarta feira.
O Patadas felicita-o e espera que tenha muito sucesso. Boa sorte Paulo Fonseca!

0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!