sexta-feira, 21 de junho de 2013

O que faz o Taiti na Taça das Confederações?



Tentando responder ao post anterior, a resposta até é mais simples do aquilo que as pessoas pensam. Na Taça das Confederações participam as melhores equipas/selecções de cada continente,isto é, as equipas vencedoras do campeonato entre selecções desse continente, o campeão mundial e o país anfitrião(equipa que organiza a Taça). As equipas participantes deste ano são: Nigéria (campeã da CAN/Africa), México(campeã da Gold Cup/América do Norte), Uruguai (campeã da Copa América/América do Sul), Japão (campeã da Taça Asiática/Ásia),Brasil (País anfitrião), Espanha (campeã do Mundo), Itália (finalista vencido do Campeonato da Europa, dado que a Espanha venceu o Campeonato do Mundo e o Campeonato da Europa, ficou esta selecção a representar a Europa devido à Espanha representar o Campeonato do Mundo) e o Taiti (campeã da Taça da Oceânia).

Este último não foi convidado para participar, mas sim para representar o seu continente como os outros países qualificados. O Taiti (Polinésia Francesa) venceu a Taça da Oceânia e por esse motivo está na Taça das confederações, e apesar de parecer fácil, esta equipa teve dificuldades para se apurar. Para quem não sabe a Oceânia é constituída por enumeras ilhas, da quais são mais sonantes as Ilhas Salomão, as Ilhas Fiji e a Nova Zelândia, esta última que para muitos, está uns degraus mais acima, participando na Taça das Confederações anterior, como nas suas participações no Mundial. A Taça da Oceânia é constituída por quatro selecções, num sistema de meia-final e final. Os taitianos venceram as Ilhas Salomão por 1-0, apurando-se para a final com a Nova Caledónia, que vencera a Nova Zelândia por 4-3, e na qual venceu também pelo mesmo resultado do primeiro jogo, vencendo por 1-0 e sagrando-se pela primeira vez na sua história campeão da Oceânia, e qualificando-se para a Taça das Confederações. 

É por esta razão que o Taiti está nesta Taça, e apesar de ser uma selecção semi-profissional, contendo maioritariamente jogadores amadores, não lhes tira o mérito de estar aqui a representar o seu continente, tendo o direito e estando na condição de campeão do seu continente, demonstra ter tido alguma qualidade aquando da sua qualificação. Apesar dos expressivos resultados negativos, 6-1 com a Nigéria e 10-0 com a Espanha, esta selecção nunca desistiu e nunca baixou os braços, mesmo estando perante à melhor selecção do Mundo. E esta é a história deste modesto Taiti, humilde, e que faz deste momento, um momento histórico para o futebol internacional, do seu continente e do seu País.

0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!