segunda-feira, 13 de maio de 2013

Vítor Pereira


Antes de começar a ler este texto peço ao leitor que pense para si mesmo o que acha de Vítor Pereira o treinador do Futebol Clube do Porto?

O mais certo é que o leitor tenha a opinião que se trata de um treinador fraco, sem perfil, que não consegue meter uma equipa a jogar e que só ganha porque treina o FCP, o clube que muita gente diz que até seria campeão sem treinador. Permita-me discordar.
Considero Vítor Pereira um treinador competente! Sim, e não é desde que ganhou o jogo no dragão, é desde o seu primeiro ano como treinador principal. Vítor Pereira é um treinador que nunca caiu no goto dos adeptos portistas. Habituados a grandes épocas é certo, mas terão sido más estas duas épocas do FCP? Ora vejamos, na primeira época de Vítor Pereira este foi campeão e ganhou a Supertaça. A equipa tem um modelo tático definido e não altera o seu jogo consoante o seu adversário, é uma equipa com carácter e identidade. É excelente na recuperação de bola com o seu estilo de jogo em pressão alta.
Na segunda época a equipa volta a ganhar a Supertaça, seguidamente perde Hulk, o grande obreiro do título do ano anterior. Já não foi a tempo de colmatar a perda, iniciou o campeonato apenas com Jackson, James, Varela e Atsu para os lugares da frente. Para piorar a situação James lesionou-se. Quando o plantel necessitava absolutamente de ser reforçado vieram Izmaylov e Liedson. Ambos perseguidos pelas lesões e longe dos seus melhores tempos não acrescentaram rigorosamente nada. James nunca mais foi o mesmo depois da lesão. Mesmo com estas contrariedades todas o Porto está a uma vitória de garantir o campeonato. Será o segundo em dois anos. Por isso pergunto, será o treinador assim tão mau? As saídas prematuras da Champions League são culpa do treinador e os títulos são devido à estrutura do clube? Será justo considerarmos estas premissas verdadeiras? Tem a palavra o leitor..

Algumas curiosidades sobre Vítor Pereira:
É natural de Espinho, clube onde jogou e treinou,
Enquanto jogador o melhor clube por onde passou foi o Oliveirense,
Enquanto treinador foi adjunto de Carlos Queiroz e André Vilas Boas,
Como treinador principal o FCPorto foi o seu primeiro clube na primeira liga,
Formou-se em Educação Física na FCDED da Universidade do Porto e acabou o curso de treinador nível IV com uma média de 17,9 valores.

4 comentários:

Emanuel Almirante disse...

O Vítor Pereira é um treinador medíocre, e apenas ganha os dois campeonatos devido à falta de coragem de Jesus nos momentos decisivos, e também de algum azar.
Assim que ele sair do Porto, vai ser esquecido. Desde de que ele assumiu o comando do Porto o digo, e apenas ganha pela razão acima mencionada, e também pelo facto de o Porto ter uma estrutura muito boa, o que permite que qualquer treinador consiga vencer títulos, mesmo não sendo um bom treinador.

André Pires disse...

Gostei de ler.

Não acho que Vítor Pereira, como treinador, seja mau, mas não sei se se safava bem num Benfica. Não sei bem como me explicar. Vamos lá então tentar: Bom! O Porto não falha um treinador que escolhe! E isso parece-me algo estranho! Então neste caso, um treinador que estava a treinar uma equipa de uma escalão muito abaixo da 1ª Liga. Vem de repetente para um clube, que já conhecia é certo, mas: Sem grandes provas dadas! Gosto de futebol, gosto de um tipo de jogo a Benfica/Real Madrid (fogo claramente ofensivo e "de seta") mas também gosto de um jogo de posse (desde que não seja o Barcelona que esses as vezes dão sono, ultimamente nem tanto). Gosto do tipo de jogo que ele aplica no Porto, desde que seja bem jogado.

Contudo! Não vi mais para além disso. Gostava de ver Vítor Pereira noutro tipo de jogo a ver como seria. Atenção que mesmo que ele seja mal em outro tipo de jogo ele continua a ser bom treinador por todos nós devemos ser especializados em algo e não uns típicos portugueses do desenrasca!

Para além disto, por vezes parece-me, cá de fora, que falha nas substituições (talvez também por falta de banco). Mas nisso não me meto muito pois ele é o treinador e ele saberá melhor que eu e qualquer um de nós que está de fora quem é o melhor jogador para entrar e sair segundo o físico e estado de forma

Bom Post Caceteiro Moutinho! ;)

Pedro Moutinho disse...

Opinião registada Emanuel Almirante. Agora só o tempo te poderá tirar a razão ou dar-ta. É um facto que muitos tiveram sucesso no Porto e em mais lado nenhum.

André Pires é quase impossível acertar nas substítuiçoes quando se olha pro banco e se vê Kelvin e Liedson como opções ofensivas. É arriscar naquilo e ver o que dá

Emanuel Almirante disse...

Pedro Moutinho, sinceramente preferia que o tempo me tirasse a razão, pelo simples facto de que é bom para Portugal que tenhamos bons treinadores lá fora. Apenas não acho o VP um bom treinador, pelo menos com capacidade para triunfar num campeonato mais competitivo. E podemos ver o que aconteceu ao AVB, que eu achava que era uma espécie de Mourinho, mas que foi para um campeonato muito mais competitivo e nem conseguiu ficar no Chelsea uma época.
É apenas por esta razão que eu digo que o VP vai ser esquecido, pois se o AVB, que é um treinador 100 vezes melhor não conseguiu ter muito sucesso lá fora, penso que não será o VP a conseguir.

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!