sexta-feira, 3 de maio de 2013

As 3 invasões!


Três bolas invadiram a baliza do Fenerbahce! Três Golos, três  epigrafes para explosões de alegria no Estádio.


A equipa não estava cansada, mas mesmo que estive-se isso não importaria.  Os jogadores do Benfica foram levados pelos seus adeptos! Motivação não faltou aquela equipa que dominou do inicio ao fim o jogo. E logo de inicio o Benfica chega a vantagem no marcador com um belo golo de Gaitan.


Primeira expulsão de euforia em todo o estádio! Mas, como sabem, as história não acabou por aqui. (nem podia). Até porque o Fenerbahce consegue um golo caído do céu. Penalti que foi precedido de fora-de-jogo. Contra duas equipas, a técnica e qualidade da equipa mais forte deu mote para mais dois golos e reviravolta no marcador. O primeiro num lance precedido de uma falta marcada rapidamente que colocou a bola nos pés de Cardozo. Já este tratou do resto: Técnica e Inteligência!


Assim se foi para o Intervalo. Mas assim não podia terminar, até porque assim passariam os Turcos. Mas! Calma! Toda gente no estádio sabia que a passagem a final ficaria garantida. Ninguém acreditava numa passagem dos Turcos! E assim foi: Começa a segunda parte, os adeptos puxam pela sua equipa e ela retribui com mais um golo, que daria a passagem a Final da Liga Europa:


Com tanta pressão o golo teve de chegar e chegou. Mais um golo de Oscar Cardozo que apanha um remate de Luisão e fuzila o Guarda-Redes adversário.

Benfica chegou assim a Final da Liga Europa! Portugal tem conseguido colocar equipas portuguesas nas finais Europeias nos últimos tempos e este ano não foge a regra. Uma final que era já muito esperada pelos adeptos Benfiquistas. Agora: Chegar, Jogar e Vencer!

O Benfica continua em grande esta época, vai a duas finais e depende apenas de si para vencer o campeonato português onde tem uma vantagem de 4 pontos para o segundo, o Futebol Clube do Porto.

Jorge Jesus tem feito um excelente trabalho esta época e merece permanecer aos comandos dos Encarnados.

0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!