sexta-feira, 19 de abril de 2013

Derby é Derby, Parte III - O Sporting

Chegamos ao último post desta trilogia de antevisão ao Derby dos Derbys, onde desta vez vamos analisar a equipa do Sporting. A equipa leonina apresentou-se esta época com objectivos bem distintos do que aqueles que tem actualmente. Depois de um mau arranque no campeonato, os leões não mais se conseguiram re-erguer e a crise financeira e directiva que ao longo dos meses vou evoluindo até originar eleições antecipadas afectou, e de que maneira, a equipa. A dança de treinadores (Sá Pinto, Oceano, Vercautten e Jesualdo Ferreira) também não ajudou a que a situação se desenvolvesse de outra forma.
Actualmente, a equipa de Alvalade luta "apenas" por um lugar nas competições europeias na próxima época. O 5º lugar no campeonato foi assumido como grande e único objectivo desta época - o Sporting encontra-se actualmente no 9º lugar a 1 ponto do 5º, o Estoril . A prestação nas taças foi também muito fraca. A equipa foi eliminada precocemente da Liga Europa, da Taça de Portugal e da Taça da Liga. Uma época para esquecer, ou melhor, para aprender o que não deve ser feito num clube.


Avançar com um onze provável para o jogo da Luz é uma missão espinhosa. O Sporting não tem um plantel vasto e, por isso, busca jogadores na equipa B, que tem realizado uma boa campanha na Segunda Liga.
Jesualdo procurará chegar ao terreno do adversário com uma estratégia mais defensiva, utilizando dois pivots defensivos e apostando no contra-ataque com, essencialmente, três homens: Capel, Bruma e Wolfswinkel.
A baliza será defendida pelo inevitável Rui Patrício. Por muitos considerado o melhor guarda-redes a actuar em Portugal e, indiscutivelmente, o melhor guarda-redes português da actualidade, "São Patrício" como é apelidado por muitos adeptos tem feito muitos milagres esta época, evitando ainda mais dissabores aos leões. Pode ser uma das chave para um bom resultado do Sporting na Luz.
No quarteto defensivo começam as dúvidas. Ilori e Rojo formam a dupla de centrais que tem dado "àgua pela barba" ao treinador leonino. Ilori é um miúdo com qualidade mas, como outros, foi atirado às feras num momento de grave crise no Sporting. Ganha confiança de jogo para jogo. Com Rojo acontece precisamente o contrário: a falha parece estar sempre ao virar da esquina e ainda no último jogo do campeonato teve mais uma que podia ter custado a vitória ao Sporting. Os laterais serão Joãozinho e Cédric. O primeiro, emprestado pelo Beira-Mar tem intercalado boas com más exibições. Sobe bem o flanco e tem um bom cruzamento. Já Cédric passou de titular indiscutível a terceira opção no espaço de 6 meses. É um jogador com limitações e que, possivelmente, se aventurará menos no ataque.
Passando para o centro do terreno, a dupla de pivots defensivos será composta pelo combativo e incansável Rinaudo e por Eric Dier. O miúdo inglês já actuou a central e a lateral mas parece ter uma nova missão este Domingo. Do argentino, já se sabe o que podemos esperar: muita luta e garra para tentar vencer a batalha do meio-campo. Vão tentar estancar as investidas encarnadas.
Nas alas, o inevitável Capel, um jogador de qualidade mas que peca por vezes por excesso de individualismo. Consegue arrancar cruzamentos que são "meio-golo" mas, por vezes, parece "só ver" linha de fundo. Pode decidir um jogo. Do outro lado, o "puto" Bruma. Um autêntico diamante por lapidar, ganhou o lugar depois de um par de exibições que encheram o olho e logo se percebeu que não podia voltar para a B. Pode ser o seu primeiro jogo grande a titular. Em jogos destes, a sua inexperiência pode pesar. 
Atrás do avançado jogará André Martins que faz a sua segunda época no plantel principal. Tem um papel complicado, visto que vai ter de apoiar Dier e Rinaudo na luta do meio-campo e, por outro lado, tentar municiar da melhor forma a frente da ataque leonina.
O ponta de lança será o inevitável Ricky van Wolfswinkel que pode ser o jogador-chave para a equipa do Sporting. No melhor momento de forma da época, o holandês chega ao Derby sabendo que jogará nos ingleses do Norwich na próxima época mas não pensa em dar descanso à defensiva encarnada.

Jesualdo Ferreira terá no banco nomes como Labyad, Carillo ou Jeffrén. Elementos com qualidade e que podem ser úteis aos leões.

Chega assim ao fim esta trilogia sobre o Derby. Os dados estão lançados e agora é esperar que as equipas entrem em campo e nos proporcionam um grande espectáculo.
Acima de tudo, que ganhe o futebol!

0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!