sábado, 6 de abril de 2013

A Entrevista - Paulo Parreira




Um dos adeptos mais conhecidos do nosso País acedeu ao pedido do Patadas no Borges e respondeu a algumas perguntas feitas pelos nossos colaboradores. Paulo Parreira vai certamente vencer o prémio de Figura Futebolística fora das 4 linhas. Para ele, o Benfica vencer "é automático" e o Proença "vai dançar o Kuduro". As suas intervenções na Benfica TV têm feito sucesso nas redes sociais o que o levou até a participar no programa "Sábado à Luta" na SIC. Sem mais demoras e em exclusivo para o Patadas, o homem por detrás do mito!

Patadas: Olá Paulo. Antes de mais, obrigado por ter aceite responder às perguntas do Patadas.
Comecemos pelo inevitável. Como nasceu o amor pelo Benfica?

Paulo Parreira: Nasci já Benfiquista porque o meu pai já era um grande benfiquista e sócio. Joguei futebol no Benfica durante cinco anos nos escolinhas, infantis e iniciados. Cresci lá como futebolista e, como homem, também me ajudou imenso.

Patadas: Como está a ver a actual época encarnada?
Paulo Parreira: Está muito boa, mas atenção! Nada ganhámos ainda. Foi pena a Taça da Liga mas espero ganhar tudo o resto.

Patadas: Sabemos que tem sido uma voz activa nas Assembleias Gerais do Clube.
Achas que é importante "agitar um pouco as àguas"?
Paulo Parreira: Acho que sim porque há sempre coisas a melhorar mesmo que estejamos a ganhar. A minha ideia é se ganharmos por 3, para a semana temos de ganhar por 4 ou por 5! Essa tem de ser a nossa mentalidade - de campeão de, maior do mundo! Ninguém sabe tudo nós, humanos, estamos sempre a aprender e temos sempre aspectos a melhorar.

Patadas: Os videos que faz antes dos jogos são pérolas de humor. Preparas essas intervenções ou são "coisas do momento"?
Paulo Parreira: As coisas mesmo que estejam preparadas não saem porque já estou em altas! O convívio é brutal com os Benfiquistas de todo o lado por isso são coisas do momento!

Patadas: Um enorme obrigado ao Paulo Parreira pela disponibilidade!
Paulo Parreira: Um grande abraço para todos os leitores do Patadas!


0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!