quinta-feira, 4 de abril de 2013

10 Minutos à.... Belenenses!


Chegou ao Patadas uma rubrica que é feita em rigorosos dez minutos (nem mais, nem menos) e que pretende ter um olhar rápido e conciso sobre um tema que esteja a marcar a actualidade futebolística  nacional ou internacional. Sem hora marcada, pode surgir a qualquer altura, qual "Especial Informação" de uma qualquer televisão nacional. 

O primeiro "10 minutos à..." tem como foco o Belenenses. Depois de dois anos menos positivos, durante os quais a equipa da Cruz de Cristo "sobreviveu" pela segunda liga nacional (no primeiro ano, teve em sérios riscos de cair para a segunda divisão), Mitchell Van der Gaag e "sus muchachos" conseguiram um feito que está a dar que falar no panorama nacional. A faltar nove jornadas para o fim do campeonato, o "Belém" garantiu desde já a subida ao escalão maior do futebol nacional tendo dezanove pontos(!) de vantagem sobre o segundo classificado (Arouca) e vinte e quatro sobre o terceiro (Leixões).

E grande parte desta fantástica prestação se deve ao treinador Holandês e ao seu fulcral papel de treinador/Manager. Sendo alguém que conhece bem o futebol nacional (a jogar ou a treinar), conseguiu fazer do Belenenses uma equipa sólida tanto a nível defensivo como a nível ofensivo (melhor ataque e melhor defesa do campeonato). Foi, é certo, eliminado precocemente da Taça da Liga mas conseguiu levar a equipa do Restelo às meias-finais da Taça de Portugal (atingido pela última vez quando Jorge Jesus levou o clube à final da Taça na época 2006/2007) com remotas hipóteses de apuramento (perdeu em casa a primeira mão por 2-0 frente ao Guimarães). 

Conseguiu potenciar os jogadores à sua disposição de maneira a que agora lhes sejam reconhecidas qualidades que os possam catapultar para equipas de ainda maior dimensão, casos de Fredy, Arsénio ou Rambé. 

Para esta subida do Belenenses contribuiu também um Direcção que pôs de parte os paradigmas do passado, gastando não mais do que as suas possibilidades e que deu estabilidade à equipa técnica para que esta realizasse, da melhor maneira, o seu trabalho.
Caso o "Belém", histórico do futebol português, continue a trilhar o seu caminho desta forma, não tenho dúvidas que voltará a ser um clube de grande expressão em termos nacionais! 

0 comentários:

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!