terça-feira, 30 de abril de 2013

Photo of the weekend 28/Abril/2013


Shakthar Donetsk é Tetracampeão na Ucrânia



Esta semana falaremos de um clube que sagrou campeão pela quarta vez consecutiva no seu país, Ucrânia, empatando com o Metalist a uma bola, mas que para muitos não é assim tão desconhecido devido às suas presenças na Liga dos Campeões, por ter ganho a última edição da Taça UEFA(2008/2009),  em que venceu o Werder Bremen da Alemanha por 2-1 e, também pelo facto de conter no seu plantel uma vasta quantidade de jogadores brasileiros, estes com bastante talento.
O Shakthar tem vindo a surpreender e esta quantidade de títulos mostra tudo. No último jogo, os forasteiros marcaram primeiro, aos 39 minutos, por Marko Devic, mas, aos 84, o brasileiro Ilsinho, que havia começado no banco, restabeleceu a igualdade que valeu o título ao clube laranja e negro.

Ajax a uma vitória do Tricampeonato




Falta apenas uma vitória: uma vitória  que dará o título ao clube holandês pela terceira vez consecutiva. Antes destes três anos o Ajax apenas venceu em 2003/2004. Neste interregno venceram AZ Alkmaar, PSV e Twente.O Ajax tem vindo a afirmar-se e como todos têm conhecimento é uma das melhores escolas de formação do mundo, conseguindo os seus jogadores serem grandes estrelas do futebol mundial. O próximo jogo será contra o actual último classificado, o Willem II, e em caso de vencer a partida, os da casa poderão fazer a festa.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Ouriense, CAMPEÃO NACIONAL!

Feminino: Clube Atlético Ouriense é CAMPEÃO NACIONAL!



Ouriense põe fim a hegemonia do 1º Dezembro (12 titulos em 18 e 11 dos quais foram os mais recentes).

Mais um facto: O Ouriense é recém promovido.

Reflexão: Um clube recém promovido é na primeira época campeão. Razões? Em primeiro lugar, deve existir muita competência em termos de gestão (direcção e equipa técnica). Em segundo lugar, a qualidade das atletas deve ser alta. Por isso, há que dar os Parabéns a todo este grupo de trabalho que faz 2 épocas fantásticas.
E em terceiro lugar e por outro lado, o facto de um equipa recém promovida chegar a campeã nacional revela a falta de competência/profissionalismo das outras que há mais tempo se mantêm na 1ª divisão nacional.

Que pensam os leitores sobre as minhas afirmações? Concordam, discordam? Acham que as equipas de futebol feminino apresentam uma qualidade de jogo satisfatória para atrair espectadores e constituir um verdadeiro espectáculo?
Deixem as vossas opiniões. Obrigado

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Benfica Perde na Turquia frente ao Fenerbahce


Benfica perde por 0-1 na Turquia frente ao Fenerbahce.

Numa partida pouco conseguida pelo clube Português, o Benfica acabou por conseguir resistir até ao minuto 72, altura em que Korkmaz acabou por fazer o único golo do jogo.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Photo of the weekend 24/Abril/2013

Esta semana daremos relevo não a 1 mas a 2 acontecimentos importantes!

Lá fora, o Manchester United sagrou-se campeão de Inglaterra ao cabo de 34 jornadas com uma vitória sobre o Aston Villa de 3-0! Van Persie foi o autor dos 3 golos (o 2º dos quais é de ver e  rever) e será o melhor marcador da liga. Os pupilos de Alex Ferguson não facilitaram e voltaram a ganhar a Premier League à concorrência do M.City e do Chelsea depois de um ano em jejum.



Por cá o Benfica derrotou o Sporting por duas bolas a zero num jogo muito falado pela arbitragem de João Capela. O arbitro foi duramente criticado por não ter assinalado 2 grandes penalidades a favor do Sporting e por não ter expulsado Maxi Pereira. No entanto o momento da noite estava guardado para Gaitan que fez uma jogada que correu o mundo e ofereceu o golo a Lima.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Parabéns Sporting Clube de Portugal


Este post é apenas para dizer: Parabéns Sporting!

Mas Parabéns pela derrota? Óbvio que não! Parabéns pelo bom jogo feito. Parabéns pela aposta nos jogadores da casa. Parabéns pela escolha de um treinador que é Português, que diz o que tem a dizer sem problemas, e que não puxa pela sua sardinha quando fala (só um pouco vá!).

Depois de tanta merda que outros fizeram, Jesualdo veio e, ao que me parece,  ainda vem a tempo de salvar a época pouco conseguida dos Leões. Jesualdo é um professor! E os melhores alunos são os mais novos pois, quando querem são estes quem melhor percebe as palavras dos professores. A aposta na formação de Alcochete feita, um pouco por obrigação, foi uma vitória para o clube. Certamente que estes jovens darão muito ao clube que os formou: Vitórias, alegrias e os tão necessários cifrões para o clube. Mas não os vendam já! Mandem antes embora a escumalha que anda por lá a ganhar muito mais que estes e que não dá tanto ao clube: Carrillo's, Jeffréns, Boulahrouz's, Schaars's ... 


Sobre o jogo de ontem: Concordo que o Sporting não perdeu por causa do arbitro. Concordo que houve um penalti. Concordo que fizeram um melhor domínio do meio campo (até ao momento em que Gaitan foi para o meio-campo). Concordo que mereciam mais. Mas ganhar? Huum... Nah! As estratégias são tomadas para dar frutos. A estratégia do Sporting não deu. Já a de Jorge Jesus, que preferiu ter um jogador a menos no meio-campo para ter um ataque ainda mais demolidor, essa sim teve frutos.

Mas continuem! Continuem porque a Europa, a jogar assim, é claramente alcançável!
Não desperdicem o que é vosso. Não desperdicem a vossa formação! Parabéns!



sexta-feira, 19 de abril de 2013

Derby é Derby, Parte III - O Sporting

Chegamos ao último post desta trilogia de antevisão ao Derby dos Derbys, onde desta vez vamos analisar a equipa do Sporting. A equipa leonina apresentou-se esta época com objectivos bem distintos do que aqueles que tem actualmente. Depois de um mau arranque no campeonato, os leões não mais se conseguiram re-erguer e a crise financeira e directiva que ao longo dos meses vou evoluindo até originar eleições antecipadas afectou, e de que maneira, a equipa. A dança de treinadores (Sá Pinto, Oceano, Vercautten e Jesualdo Ferreira) também não ajudou a que a situação se desenvolvesse de outra forma.
Actualmente, a equipa de Alvalade luta "apenas" por um lugar nas competições europeias na próxima época. O 5º lugar no campeonato foi assumido como grande e único objectivo desta época - o Sporting encontra-se actualmente no 9º lugar a 1 ponto do 5º, o Estoril . A prestação nas taças foi também muito fraca. A equipa foi eliminada precocemente da Liga Europa, da Taça de Portugal e da Taça da Liga. Uma época para esquecer, ou melhor, para aprender o que não deve ser feito num clube.


Avançar com um onze provável para o jogo da Luz é uma missão espinhosa. O Sporting não tem um plantel vasto e, por isso, busca jogadores na equipa B, que tem realizado uma boa campanha na Segunda Liga.
Jesualdo procurará chegar ao terreno do adversário com uma estratégia mais defensiva, utilizando dois pivots defensivos e apostando no contra-ataque com, essencialmente, três homens: Capel, Bruma e Wolfswinkel.
A baliza será defendida pelo inevitável Rui Patrício. Por muitos considerado o melhor guarda-redes a actuar em Portugal e, indiscutivelmente, o melhor guarda-redes português da actualidade, "São Patrício" como é apelidado por muitos adeptos tem feito muitos milagres esta época, evitando ainda mais dissabores aos leões. Pode ser uma das chave para um bom resultado do Sporting na Luz.
No quarteto defensivo começam as dúvidas. Ilori e Rojo formam a dupla de centrais que tem dado "àgua pela barba" ao treinador leonino. Ilori é um miúdo com qualidade mas, como outros, foi atirado às feras num momento de grave crise no Sporting. Ganha confiança de jogo para jogo. Com Rojo acontece precisamente o contrário: a falha parece estar sempre ao virar da esquina e ainda no último jogo do campeonato teve mais uma que podia ter custado a vitória ao Sporting. Os laterais serão Joãozinho e Cédric. O primeiro, emprestado pelo Beira-Mar tem intercalado boas com más exibições. Sobe bem o flanco e tem um bom cruzamento. Já Cédric passou de titular indiscutível a terceira opção no espaço de 6 meses. É um jogador com limitações e que, possivelmente, se aventurará menos no ataque.
Passando para o centro do terreno, a dupla de pivots defensivos será composta pelo combativo e incansável Rinaudo e por Eric Dier. O miúdo inglês já actuou a central e a lateral mas parece ter uma nova missão este Domingo. Do argentino, já se sabe o que podemos esperar: muita luta e garra para tentar vencer a batalha do meio-campo. Vão tentar estancar as investidas encarnadas.
Nas alas, o inevitável Capel, um jogador de qualidade mas que peca por vezes por excesso de individualismo. Consegue arrancar cruzamentos que são "meio-golo" mas, por vezes, parece "só ver" linha de fundo. Pode decidir um jogo. Do outro lado, o "puto" Bruma. Um autêntico diamante por lapidar, ganhou o lugar depois de um par de exibições que encheram o olho e logo se percebeu que não podia voltar para a B. Pode ser o seu primeiro jogo grande a titular. Em jogos destes, a sua inexperiência pode pesar. 
Atrás do avançado jogará André Martins que faz a sua segunda época no plantel principal. Tem um papel complicado, visto que vai ter de apoiar Dier e Rinaudo na luta do meio-campo e, por outro lado, tentar municiar da melhor forma a frente da ataque leonina.
O ponta de lança será o inevitável Ricky van Wolfswinkel que pode ser o jogador-chave para a equipa do Sporting. No melhor momento de forma da época, o holandês chega ao Derby sabendo que jogará nos ingleses do Norwich na próxima época mas não pensa em dar descanso à defensiva encarnada.

Jesualdo Ferreira terá no banco nomes como Labyad, Carillo ou Jeffrén. Elementos com qualidade e que podem ser úteis aos leões.

Chega assim ao fim esta trilogia sobre o Derby. Os dados estão lançados e agora é esperar que as equipas entrem em campo e nos proporcionam um grande espectáculo.
Acima de tudo, que ganhe o futebol!

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Derby é Derby, Parte II - O Benfica


Depois de ontem termos apresentado a estatística por trás do Derby, está na altura de dissecar as equipas. Comecemos pela equipa da casa. O Benfica, comandado por Jorge Jesus, tem feito uma época quase perfeita nas várias provas em que está/esteve inserido e chega a este jogo grande com a moral elevadíssima  Final da Taça de Portugal garantida, Meias-finais da Liga Europa por disputar e 1º lugar da Liga com 4 pontos de avanço sobre o Porto, 2º classificado.
As diferenças para o que se passou na época transacta são notórias: Um plantel com maior profundidade (para mim, o melhor da Liga) com jogadores de qualidade para todas as posições e um treinador a gerir de forma irrepreensível os recursos humanos à sua disposição (um dos erros apontados pelos analistas como causadores do revés do ano passado).


Este é o esquema táctico mais utilizado por Jesus e também, muito possivelmente, o que será utilizado no derby de Domingo. A baliza, será entregue a Artur Moraes. O experiente Guarda-Redes brasileiro "pegou de estaca" na equipa encarnada e esta sua segunda época tem sido mais tranquila e segura. Diz "Presente!" nos momentos decisivos.
O quarteto defensivo é composto por dois centrais de classe mundial. Luisão e Garay têm realizado uma época de grande qualidade e há já quem os considere uma das melhores duplas de centrais de sempre da equipa lisboeta. Melgarejo e Maxi são os laterais. Melhor no capitulo ofensivo do que no defensivo, os dois jogadores fazem todo o flanco com frequência mas deixam muitas vezes espaço para o ataque do adversário.

Já no meio-campo, os dois motores da equipa encarnada. Matic foi a revelação do ano pela forma como joga e faz jogar. Não se limita a ser um "destruidor" de jogo. Alia essa capacidade, ao seu fantástico pé esquerdo que lhe permite sair a jogar com qualidade. Os slaloms que por vezes faz no centro do terreno têm tanto de bonito como de perigoso. É importante no equilíbrio defensivo da equipa, em especial quando os laterais sobem, formando uma linha de três centrais com Garay e Luisão. Outro jogador revelação é Enzo Perez. O Argentino, inicialmente contratado para a posição de extremo foi adaptado a médio-centro depois das saídas de Javi Garcia e, em especial, Witsel. Um autêntico "vagabundo" no meio-campo, Enzo é visto a apoiar os laterais, a defender mais atrás, a pressionar os defesas centrais adversários, enfim, um todo-o-terreno que tem sido muito útil a Jesus nesta sua caminhada. O seu temperamento "latino", ainda para mais nestes jogos, pode ser uma desvantagem.

Nas alas, Salvio e Gaitan são jogadores de grande qualidade. Os dois argentinos têm feito uma temporada de alta rotação, em especial o extremo-direito vindo do Atlético de Madrid. Nesta sua segunda passagem pela equipa encarnada, "Tótó" Salvio tem justificado o rótulo de jogador mais caro de sempre, com golos e assistências importantes.Gaitan é uma mágico com bola nos pés mas que muitas vezes se eclipsa do jogo de forma até anormal. Parece ter mais "fogo" quando joga nas competições europeias. Dois extremos que gostam de "puxar para o meio" ou servir os avançados através dos seus cruzamentos de morte.
A dupla de avançados é composta por dois matadores-nato. Cardozo e Lima têm, em conjunto, 52 golos em todas as competições esta temporada. O Paraguaio tem uma relação estranha com o golo e com os adeptos. É um jogador muito pouco móvel mas portador de um pé esquerdo com qualidades paranormais. Já o brasileiro Lima tem um faro para o golo e foi uma contratação-chave e que tem justificado inteiramente um investimento de 4 milhões de euros num jogador com 29 anos. Apesar da idade, é um jogador de enorme mobilidade, daí actuar atrás de Cardozo. Vão, certamente, pôr em trabalhos a defensiva leonina.

Jesus tem ainda no banco jogadores que podem fazer a diferença. Rodrigo, Ola John ou Aimar têm qualidade suficiente para mudar um jogo. Será a eles que o treinador irá recorrer caso a partida não esteja a correr de feição.

Este é o Benfica que o Sporting pode esperar no Domingo. Uma equipa de ataque, que quer controlar o jogo e que, perante os seus adeptos, vai dar tudo para vencer e ficar ainda mais próximo do título nacional.

Amanhã, a última parte desta trilogia. A análise à equipa do Sporting.

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Derby é Derby, Parte I - O Contexto


Domingo é dia de um dos maiores, se não o maior, duelos entre equipas de Futebol em Portugal. Benfica e Sporting, os dois principais clubes da cidade de Lisboa e dois dos "Três Grandes" defrontam-se no Estádio da Luz em jogo a contar para a 26ª jornada da Liga Zon Sagres.
O Patadas no Borges não podia ficar indiferente a esta partida e vem desta forma lançar uma série de textos que vão incidir sobre o Contexto (Parte I), Benfica (Parte II) e Sporting (Parte III). Num jogo de tamanha importância, pensamos que se justifica um acompanhamento alargado e cuidadoso para que nada fique por dizer sobre um jogo que gera tantas emoções nos adeptos das duas equipas e nos amantes de futebol.

Comecemos então pelo contexto. Águias e Leões chegam a este Derby com um total de 288 jogos disputados entre si (para todas as competições), sendo o saldo favorável aos encarnados com 126 vitórias. Os verde e brancos têm 104 vitórias, registando-se ainda 58 empates. Por curiosidade, o Benfica tem mais vitórias na Liga Portuguesa e na Taça da Liga enquanto que o Sporting tem mais vitórias em todas as outras competições (Taça de Portugal, Supertaça, Campeonato de Lisboa e Campeonato de Portugal).
Nas visitas à Luz o saldo é, obviamente, favorável à equipa da casa com 81 vitórias contra as 29 vitórias dos forasteiros. O empate verificou-se por 31 vezes.
A vitória mais expressiva do Benfica no seu reduto foi por incomuns 7-2 no ano de 45/46. Já o Sporting bateu por 4-1 os homens da casa por duas vezes: em 38/39 e 47/48.

Os últimos dez confrontos na Luz ditaram 6 vitórias para os encarnados, 3 empates e apenas uma vitória dos verde e brancos (na época 05/06) sendo que na época transacta Javi Garcia (actualmente a jogar no Manchester City) marcou o golo solitário que deu a vitória ao Benfica.

Em termos de marcadores, Peyroteo é o "Bota de Ouro" dos Derbys com 31 golos em 29 jogos, seguido de Eusébio com 27 golos em 29 jogos e Nené com 17 golos em 38 jogos.
Quanto aos treinadores Jorge Jesus é, curiosamente, o treinador com mais vitórias em Derbys (7 vitórias em 9 jogos) seguido de Toni com (6 em 10).

Nesta fase da época, Benfica e Sporting têm aspirações bastante distintas. As águias garantiram, esta semana, a passagem à Final da Taça de Portugal. Estão nas meias-finais da Liga Europa (vão defrontar o Fenerbahçe) e em 1º Lugar da Liga com 4 pontos de vantagem sobre o Porto. Já os leões foram eliminados precocemente da Taça de Portugal, Taça da Liga e Liga Europa, restando apenas o campeonato no qual lutam por um lugar europeu (9º Lugar a 1 ponto do Estoril, 5º Classificado).

Este é um jogo de extrema importância para os dois conjuntos. Os da casa pretendem manter a vantagem pontual para o Porto ficando cada vez mais perto de conquistar o titulo. Já os visitantes estão em plena luta pela Europa com outras 5(!) equipas todas separadas por, no máximo, 4 pontos.

É comum dizer-se que "Estatísticas não ganham jogos" e, neste duelo em particular, muito menos. 

Amanhã, a Parte 2 terá a equipa do Benfica como tema. 

terça-feira, 16 de abril de 2013

Photo of the Weekend 16/Abr./2013

O Messias de Braga já merecia!

 E assim aconteceu: finalmente um título palpável!

Salvador é presidente do Sporting Clube de Braga desde a época 2003/2004. Durante estes anos o Braga consegue duas presenças na liga dos campeões, uma taça intertoto, uma presença na final da liga europa, um título de vice-campeão português e uma taça da liga, entre outros.
O Braga cresce, afirma-se e faz braço de ferro com os melhores clubes em Portugal. Temos a certeza que António Salvador tem um contributo gigante para esta proeza. Parabéns!

sábado, 13 de abril de 2013

Guerreiros vencem a Taça da Liga

Um título para o Braga! Um título que António Salvador pretendia. José Peseiro, não fazendo uma grande época, consegue dar ao Minho um título que é merecido, não por esta época em si, mas pelas ultimas épocas feitas.
Braga venceu hoje em Coimbra frente ao Porto. Expulsão de Abdoulaye Ba, que deu um penalti para o Braga, foi determinante para esta vitória.

Porto fez um jogo tipo, de posse, até ao intervalo. Até esse momento Porto dominava sem conseguir criar muito perigo. Por outro lado havia um Braga forte sempre na dinâmica ofensiva e no contra-ataque. Foi num lance de contra-ataque já no último minuto da 1ª Parte que deu o penalti ao Braga, onde fez o único golo da partida, por Alan. Segunda parte Porto tenta marcar mas quem acaba por estar mais próximo de o fazer foi mesmo o Braga. Ruben Micael e Zé Luis poderiam ter dilatado o resultado (então o lance de R. Micael não se percebe). Vítor Pereira, no meu ponto de vista, mexe mal na equipa e não ajudou a chegar ao golo.

Braga vence, e vence bem!

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Comunicado Sporting SAD


COMUNICADO

"Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº 1 do Código dos Valores Mobiliários, vem a Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD informar o seguinte: A Sociedade informa que foram concluídas as negociações entre o Grupo Sporting e os Bancos financiadores, Banco Espírito Santo SA e Banco Comercial Português SA no âmbito das quais foram definidas as bases gerais do plano de reestruturação financeira.
A reestruturação financeira é crucial para o Grupo Sporting, e em concreto para a Sporting SAD, na medida em que permitirá à Sociedade, por um lado, elevar os seus capitais próprios, criar condições para assegurar o cumprimento dos requisitos do Fair Play fin
anceiro exigidos pela UEFA para a participação nas competições europeias e, por outro lado, dotar a Sociedade dos meios necessários à gestão da sua actividade.

Lisboa, 12de Abril de 2013

O Representante das Relações com o Mercado"

Outro Nível




O Benfica apresenta, esta época, uma consistência impressionante em todas as componentes do jogo. Para isso, muito contribuiu a gestão rigorosa de Jesus que, na minha opinião, falhou noutros anos. Obviamente que a qualidade presente no plantel encarnado ajuda na troca de jogadores e na manutenção dos princípios de jogo da equipa. Jesus é, hoje em dia, dos poucos treinadores do Mundo que se pode dar ao luxo de trocar 2 ou 3 jogadores considerados nucleares e continuar a ter a equipa a carburar de igual forma, jogando um futebol total, atraente, enfim, a dar espectáculo. E quando isso não acontece, muitas vezes por mérito do adversário, entra agora em campo a expressão "Temos que ganhar nem que seja por meio a zero". O amadurecimento da equipa leva a que esta tenha um melhor discernimento entre os momentos em que deve guardar a bola ou os momentos em que se deve lançar em ataque. A eliminatória com o Newcastle foi exemplo disso. Claro que podemos falar de sorte nalguns lances (na Luz, os Ingleses levaram por duas vezes a bola ao poste) mas alguém disse "A sorte dá muito trabalho". Apesar de ter começado a perder, a equipa do Benfica soube, e bem, dar a volta ao marcador e construir uma vantagem confortável. Não era de todo imaginável as águias não marcarem em Inglaterra e muito menos sofrer 3 ou 4 golos num único jogo. E a expectativa acabou por se concretizar. Analisando o jogo, apenas durante o periodo entre os 70-85 minutos é que pareceu que o Newcastle podia virar a eliminatória, porque de resto o Benfica foi superior e teve oportunidades mais que suficientes para vencer a partida. Fazendo o 1-0 aos 71 minutos, num golo que demonstra claramente a confiança que reina na equipa da Luz (neste caso, confiança a mais) os "Magpies" acreditaram que podiam conquistar algo mais com a grande ajuda dos seus adeptos (ambiente fantástico). Acabou por não acontecer porque Jesus mexeu e mexeu bem. As entradas de Cardozo e Rodrigo trouxeram frescura ao ataque encarnado que, a partir desse momento, conseguiu ir desferindo contra-ataques de muito perigo que acabaram por dar golo já depois dos 90 minutos. Salvio aparece sozinho no meio da àrea e corresponde da melhor forma ao cruzamento rasteiro de Rodrigo. À que destacar também a excelente entrada de Cardozo. Ganhou tempo, segurando muitas vezes a bola e conquistando faltas. Foi dos pés dele, aliás, que começou a jogada do golo encarnado.

Jesus chega assim à 2ª  meia-final europeia em três anos, a 13ª da história do Benfica. Vai enfrentar o Fenerbahçe, equipa turca que eliminou a Lazio nos Quartos de final, jogando a primeira mão na Turquia e a segunda mão na Luz.
É uma oportunidade de ouro para o Benfica voltar às grandes finais europeias e não me parece que Jorge Jesus a desperdice. A consistência pôs este Benfica noutro nível. E ganhar apenas a Liga e/ou a Taça de Portugal sabe a pouco para o desempenho conseguido nesta época. E lá diz o velho ditado - Dos vencedores reza a história!     

terça-feira, 9 de abril de 2013

Resumo da jornada

A luta pelo título continua ao rubro. Benfica e Porto venceram os seus jogos por 0-2 e 3-1, respectivamente. Vem aí uma semana sem campeonato e depois a recta final. Benfica leva 4 pontos de avanço mas faltam-lhe 3 jogos de dificuldade máxima no que a Liga tem para oferecer (Sporting-casa; Marítimo fora; Porto-fora), ao Porto faltam também 3 jogos difíceis (Nacional-fora; Benfica-casa; Paços-fora).
Já o Braga está irreconhecível e voltou a perder com o FC Porto (Kelvin deu a vitória aos azuis e brancos) afastando-se do 3º lugar que dá acesso aos playoffs da Champions.
O Sporting está em grande e após a 3ª vitória consecutiva está de volta à luta por um lugar na Liga Europa, a equipa está mais confiante e tranquila prometendo discutir os 3 pontos no próximo jogo na Luz.
O Belenenses continua a encantar na liga de Honra e promete voltar à Liga principal em força.
Lá fora o grande destaque vai para o fortíssimo Bayern de Munique que ganhou o campeonato ao fim de 28 jornadas! Incrível o feito dos pupilos de Jupp Heynckes que ainda se encontram na Taça da Alemanha e na Liga dos Campeões.
O M.City derrotou o M.United por 1-2 (grande golo de Aguero)
em Old Trafford e diminui a distância para 9 pontos. No entanto não deve ser o suficiente para tirar o titulo à equipa de Alex Ferguson que tem o campeonato na mão quando faltam 7 jornadas para o fim.

Hoje é segunda feira e o pessoal tem de voltar ao trabalho, mas não se esqueçam de dar umas Patadas no Borges sempre que puderem!

sábado, 6 de abril de 2013

A Entrevista - Paulo Parreira




Um dos adeptos mais conhecidos do nosso País acedeu ao pedido do Patadas no Borges e respondeu a algumas perguntas feitas pelos nossos colaboradores. Paulo Parreira vai certamente vencer o prémio de Figura Futebolística fora das 4 linhas. Para ele, o Benfica vencer "é automático" e o Proença "vai dançar o Kuduro". As suas intervenções na Benfica TV têm feito sucesso nas redes sociais o que o levou até a participar no programa "Sábado à Luta" na SIC. Sem mais demoras e em exclusivo para o Patadas, o homem por detrás do mito!

Patadas: Olá Paulo. Antes de mais, obrigado por ter aceite responder às perguntas do Patadas.
Comecemos pelo inevitável. Como nasceu o amor pelo Benfica?

Paulo Parreira: Nasci já Benfiquista porque o meu pai já era um grande benfiquista e sócio. Joguei futebol no Benfica durante cinco anos nos escolinhas, infantis e iniciados. Cresci lá como futebolista e, como homem, também me ajudou imenso.

Patadas: Como está a ver a actual época encarnada?
Paulo Parreira: Está muito boa, mas atenção! Nada ganhámos ainda. Foi pena a Taça da Liga mas espero ganhar tudo o resto.

Patadas: Sabemos que tem sido uma voz activa nas Assembleias Gerais do Clube.
Achas que é importante "agitar um pouco as àguas"?
Paulo Parreira: Acho que sim porque há sempre coisas a melhorar mesmo que estejamos a ganhar. A minha ideia é se ganharmos por 3, para a semana temos de ganhar por 4 ou por 5! Essa tem de ser a nossa mentalidade - de campeão de, maior do mundo! Ninguém sabe tudo nós, humanos, estamos sempre a aprender e temos sempre aspectos a melhorar.

Patadas: Os videos que faz antes dos jogos são pérolas de humor. Preparas essas intervenções ou são "coisas do momento"?
Paulo Parreira: As coisas mesmo que estejam preparadas não saem porque já estou em altas! O convívio é brutal com os Benfiquistas de todo o lado por isso são coisas do momento!

Patadas: Um enorme obrigado ao Paulo Parreira pela disponibilidade!
Paulo Parreira: Um grande abraço para todos os leitores do Patadas!


quinta-feira, 4 de abril de 2013

10 Minutos à.... Belenenses!


Chegou ao Patadas uma rubrica que é feita em rigorosos dez minutos (nem mais, nem menos) e que pretende ter um olhar rápido e conciso sobre um tema que esteja a marcar a actualidade futebolística  nacional ou internacional. Sem hora marcada, pode surgir a qualquer altura, qual "Especial Informação" de uma qualquer televisão nacional. 

O primeiro "10 minutos à..." tem como foco o Belenenses. Depois de dois anos menos positivos, durante os quais a equipa da Cruz de Cristo "sobreviveu" pela segunda liga nacional (no primeiro ano, teve em sérios riscos de cair para a segunda divisão), Mitchell Van der Gaag e "sus muchachos" conseguiram um feito que está a dar que falar no panorama nacional. A faltar nove jornadas para o fim do campeonato, o "Belém" garantiu desde já a subida ao escalão maior do futebol nacional tendo dezanove pontos(!) de vantagem sobre o segundo classificado (Arouca) e vinte e quatro sobre o terceiro (Leixões).

E grande parte desta fantástica prestação se deve ao treinador Holandês e ao seu fulcral papel de treinador/Manager. Sendo alguém que conhece bem o futebol nacional (a jogar ou a treinar), conseguiu fazer do Belenenses uma equipa sólida tanto a nível defensivo como a nível ofensivo (melhor ataque e melhor defesa do campeonato). Foi, é certo, eliminado precocemente da Taça da Liga mas conseguiu levar a equipa do Restelo às meias-finais da Taça de Portugal (atingido pela última vez quando Jorge Jesus levou o clube à final da Taça na época 2006/2007) com remotas hipóteses de apuramento (perdeu em casa a primeira mão por 2-0 frente ao Guimarães). 

Conseguiu potenciar os jogadores à sua disposição de maneira a que agora lhes sejam reconhecidas qualidades que os possam catapultar para equipas de ainda maior dimensão, casos de Fredy, Arsénio ou Rambé. 

Para esta subida do Belenenses contribuiu também um Direcção que pôs de parte os paradigmas do passado, gastando não mais do que as suas possibilidades e que deu estabilidade à equipa técnica para que esta realizasse, da melhor maneira, o seu trabalho.
Caso o "Belém", histórico do futebol português, continue a trilhar o seu caminho desta forma, não tenho dúvidas que voltará a ser um clube de grande expressão em termos nacionais! 

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Photo of the weekend 31-03-2013


Bayern Munique- Hamburgo: 9-2


.
Benfica - Rio Ave: 6-1

Fim de semana de loucos! Bons jogos podemos observar este fim de semana, mas duas equipas destacaram-se pelo resultado volumoso no final das suas partidas, e não são duas equipas quais-queres, trata-se do Benfica e do Bayern Munique, actuais primeiros classificados dos seus respectivos campeonatos, vencendo por 6-1 e 9-2 respectivamente, resultados que não deixam de passar despercebidos.
Estas equipas estão a fazer uma excelente época e são actualmente as melhores equipas na Europa na actualidade. O Benfica apenas não está numa das competições nacionais(Taça da Liga- derrota com o Sp. Braga em grandes penalidades nas meias-finais da prova), estando a um passo de estar na Taça de Portugal, está no primeiro lugar do campeonato português com mais 4 pontos que o segundo classificado, o F.C. Porto, e está nos quartos-final da Liga Europa, onde mede forças com o Newcastle de Inglaterra. Por enquanto pode dizer-se que época está a correr bem para o técnico já apelidado de "Messias" em Inglaterra. Vamos ver se a actual forma do plantel encarnado culmina com algum título no final.


Em relação ao Bayern, continua numa forma invejável, conseguindo ser constante no que toca às boas exibições e resultados positivos, alguns deles por uma larga vantagem, vantagem esta que se pode comprovar com os pontos que tem perante o segundo classificado Borrussia Dortmund, 20 pontos. Leu bem! Esta equipa está um nível acima de muitas equipas e os resultados estão à vista. Na taça nacional está nas meias-finais e já venceu a Super Taça do seu país, ao derrotar o Borussia Dortmund por 2-1. Na Liga dos campeões está nos quartos-final e já parte em vantagem, pois ontem bateu a Vecchia Signora por 2-0. Esta semana pode sagrar-se campeão no terreno do Frankfurt, e até a derrota pode dar o título alemão, pois caso o B. Dortmund também não vença, o troféu é já atribuído este fim de semana. 

E agora deixo algumas questões no ar...Depois da época que Jupp Heynckes, técnico do Bayern, está a fazer, merece abandonar o clube bávaro? Terá sido precipitada a escolha de Guardiola sem ter a época terminada? Merece um homem que possivelmente vai ganhar tudo no seu país e talvez na Europa sair? Sem ser Mourinho por opção própria, nunca se viu tal coisa...enfim, é esperar para ver.