segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

A Liga voltou e nada mudou

Depois da habitual (e também incompreensível) paragem devido ao período festivo, voltámos a ter jogos para a Liga Portuguesa de Futebol e, arrisco dizer, sem resultados surpreendentes.
O Sporting voltou a perder, desta feita com o Paços de Ferreira por 1-0. A equipa de Paulo Fonseca é uma das grandes surpresas do campeonato pelos resultados que tem conseguido e pela qualidade que apresenta em campo. Uma equipa madura, que sabe o que pretende do jogo nas suas diversas fases e que, tal como o seu técnico disse, não fez dos melhores jogos da época mas apenas o suficiente para ganhar a um colectivo verde e branco paupérrimo e que parece em sofrimento.
Os leões até tiveram alguns lances na primeira parte dignos de registo (Capel atirou ao poste) mas pouco mais fizeram.
Quando o técnico de uma equipa como o Paços vai jogar a Alvalade e no fim dispara "O Sporting criou-nos algumas dificuldades" pouco mais há a dizer. O barco está cada vez mais próximo de afundar e não se vislumbram bóias de salvamento. Veremos quanto tempo demorará  Vercauteren a ser mais uma vitima desta triste época leonina.
Destaco pela positiva a dupla André Leão/Josué que estão numa forma tremenda e carregam este Paços para a frente (o último marcou o tento vitorioso) e pela negativa Pranjic por ser o pior de toda uma equipa destroçada. O ex-jogador do Bayern nem parece o mesmo e neste momento nem para a equipa B tinha lugar.

O Porto recebeu e venceu o Nacional num jogo controlado, por completo, pelos azuis e brancos. Apesar do curto resultado (1-0) os dragões tiveram inúmeras oportunidades para dilatar a vantagem e chegar a números gordos. Assim não aconteceu e no fim ainda tremeram um pouco com o chuveirinho madeirense. Destaco pela positiva Moutinho, dono e senhor do meio-campo portista pautando o jogo e criando oportunidades (mostrando-se cada vez mais confiante na meia-distância) e pela negativa a lesão de James que vai concerteza condicionar a preparação do clássico. Não foi dos melhores jogos do Porto esta época, mas o que é certo é que garantiram os três pontos.

Já o Braga venceu em casa o Moreirense por 1-0 numa partida que teve Éder como principal figura. O avançado português teve várias ocasiões para marcar e acabou mesmo por o fazer recolocando a vantagem sobre o Paços de Ferreira em 4 pontos. A equipa de José Peseiro contou com algumas baixas importantes no sector defensivo mas nem isso fez com que a equipa de Moreira de Cónegos criasse muitas dificuldades, mostrando-se inofensiva.

A jornada terminou com o Benfica a visitar o Estoril e a vencer por 3-1, golos marcados por Gaitan, Lima e Salvio para os forasteiros e por Gonçalo para os da casa. Num bom jogo de futebol, tivemos uma equipa encarnada a fazer um pressing alto e constante, nunca dando espaço aos homens do Estoril para desenvolver as suas acções. Os jogadores mais avançados da equipa canarinha foram completamente dominados pela defensiva contrária, muito por culpa da impossibilidade demonstrada pelos médios em criar jogo. Foi um Benfica sério e competente a realizar uma boa exibição num terreno difícil (tanto pela equipa a defrontar como pelas condições do mesmo). As águias são, na minha opinião, quem melhor joga futebol em Portugal e parecem preparadas para o duelo escaldante do próximo Domingo contra o Porto.

Todos os resultados:

 FTGil Vicente0 - 0Vitoria Guimaraes
 FTRio Ave0 - 1Olhanense
 FTAcademica Coimbra4 - 2Vitoria Setubal
 FTSporting Lisbon0 - 1Pacos Ferreira
 FTFC Porto1 - 0Nacional
 FTMaritimo1 - 1Beira Mar
 FTBraga1 - 0Moreirense
 FTEstoril1 - 3Benfica

1 comentários:

MrGonyalo disse...

Porto e Braga vencem por 1-0. São pragmáticos. Vercauteren tem 11 jogos. Apenas 2 vitórias e o dado mais importante: sofreu golos em 10 dos 11 jogos. IMPRESSIONANTE! Godinho Lopes arrisca-se a ser o pior presidente da história do SCP. Endividou-se imenso e nem a lutar por um lugar na Champions estamos.

Na minha opinião, o Benfica joga o melhor futebol da liga Portuguesa. Tem bola. Cria muitas oportunidades. Há muitos golos. É um verdadeiro espectáculo.

Não gostei do Rodrigo nem do Jardel. Este último pecou uma ou duas vezes, dando espaço a Luís Leal. Rodrigo fez muito pouco na única parte em que jogou, perdeu bolas, levou um amarelo algo acriançado e arriscou o segundo por troca de galhardetes com um jogador do Estoril Praia.

Enviar um comentário

Aqui não há lápis azul, aqui não há comentários rejeitados. Portanto: Escreve praí!