quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Planeta "El Clásico"

Ontem deixei de lado as meias-finais da Taça de Portugal e o jogo Paços de Ferreira-Benfica para assistir ao Real Madrid-Barcelona, primeira mão das meias-finais da Taça do Rei, para mim considerado o maior embate do mundo em termos futebolísticos.
Duas equipas fortes e com dois paradigmas de jogo completamente diferentes: Um considerado o melhor conjunto do mundo a jogar em contra-golpe, outra considerada a melhor equipa do mundo na sua globalidade. E ambas confirmaram os créditos que traziam.
Os pupilos de Mourinho tinham várias baixas importantes no sector mais recuado (Casillas, Sérgio Ramos, Pepe, Coentrão e um Marcelo sem ritmo) e na frente (Di Maria, jogador que costuma ser chave nos clássicos frente ao Barça).
Já a equipa da Catalunha não teve baixas a lamentar, apenas Valdés ficou no banco por opção técnica e jogou Pinto.

Tivemos um inicio de jogo bastante forte, com o Real Madrid a pressionar bastante alto. Os pupilos de Mourinho sabem que só desta forma conseguem parar a máquina "Culé", atacando onde, para mim, o Barcelona peca mais que é na primeira fase de construção. Piqué e Puyol quando bem marcados sentem imensas dificuldades em soltar a bola com rapidez e tino. No entanto, quando essa primeira barreira do Real era ultrapassada, o perigo tornava-se evidente.
O Barça teve boas oportunidades, mandando uma bola ao ferro por Xavi na sequência de um livre directo e noutra jogada Varane (o melhor jogador da partida, na minha opinião) tirou a bola em cima da linha depois de remate, mais uma vez, de Xavi. Ricardo Carvalho ficou muito mal na fotografia.

A segunda parte foi um pouco diferente, com o Barcelona a ter ainda mais bola e jogadas mais perigosas. Aos 50 minutos Fábregas fez o primeiro para a equipa de Tito Vilanova depois de um duplo erro de Callejon (faz mal o alivio e coloca o espanhol em jogo). À medida que o tempo foi passando o cansaço era cada vez mais notório no meio-campo madridista, com Xabio Alonso e Khedira a não conseguirem assumir o papel que tinham realizado na primeira parte (ou faziam o pressing e não recuperavam ou nem sequer chegavam a fazer pressing). O Real fazia o que podia em contra-ataque, com Ronaldo a falhar um golo "cantado". O Barcelona teve duas ou três oportunidades para ampliar a vantagem com Pedro Rodriguez a falhar incrivelmente o 2-0 numa dessas ocasiões e Diego Lopez, guarda-redes que veio do Sevilha para colmatar a lesão de Casillas, a rubricar um bom par de defesas.
A 10 minutos do fim, o enorme Varane que já estava a ser irrepreensível na defesa, acabou por fazer golo na sequência de um canto e empatar a contenda a uma bola. Um prémio merecido para o jovem central francês, que com 19 anos é, sem dúvida, uma pérola que pode dar muitas alegrias aos "Blancos".
O jogo ficou sentenciado, com ambas as equipas a parecerem satisfeitas com o resultado.

Pois bem, se leram todo este texto devem estar certamente a perguntar-se porque é que praticamente não mencionei os nomes de Messi e Ronaldo. E a resposta é simples: praticamente não existiram. O Português teve uma perdida incrível de cabeça, o argentino nem isso. Foi um jogo fraco de ambos os jogadores de quem se espera sempre muito. Ontem não corresponderam.

A segunda-mão está marcada para 27 de Fevereiro e a vantagem é toda da equipa da Catalunha. O Real terá de arriscar em Camp Nou se quer sonhar com a final da Taça do Rei.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Photo of the weekend 29/01/2013



Liverpool e Tottenham ficaram de fora da Taça em encontros contra equipas de divisoes inferiores. Chelsea conseguiu levar a disputa para a segunda ronda conseguindo o empate.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Quem pode esquecer tal beleza !? xD


Para todos os amantes da técnica. Para todos os amantes do futebol.
Obrigado Ronaldinho!

O "Mexe-Mexe" do Mercado

Para muitos uma oportunidade de fazer dinheiro a meio da época, para outros altura para trazer duas ou três caras novas para atacar a segunda metade da temporada. O mercado de Inverno já deixou de ter grandes surpresas e transferências de enorme nomeada mas assume um papel importante para equipas que têm planteis desequilibrados ou excesso de jogadores. E o mercado tem mexido, lentamente, nalgumas equipas.

Insua, lateral-esquerdo que o Sporting contratou a custo zero ao Liverpool foi vendido ao Atlético de Madrid num negócio a rondar os 3,5 milhões de euros. O defesa argentino conseguiu relançar a carreira e ser um dos melhores elementos da equipa leonina mesmo quando as coisas, na sua globalidade, não corriam bem. Jogador de selecção, Insua chega aos Colchoneros com 24 anos e deixa para trás um conjunto de exibições que agradaram aos adeptos sportinguistas. É uma baixa importante mas a fraca época que o Sporting está a realizar e as necessidades de tesouraria falaram mais alto neste negócio.

Em sentido inverso, Joãozinho, lateral português que actuava no Beira-Mar chega por empréstimo ao clube de Alvalade para ocupar o lugar do argentino. João Graça, de 23 anos, teve uma ascensão meteórica ao passar do Mafra para o Beira-Mar e agora para o Sporting. Com qualidades reconhecidas e boas exibições pelo clube de Aveiro, Joãozinho pode agora tentar confirmar num clube grande todo o potencial que tem demonstrado e os Leões podem desta forma remediar o problema de terem perdido um dos melhores jogadores do plantel.

Do outro lado da 2ª Circular, Bruno César disse adeus ao clube da Luz aceitando uma proposta do Al Ahli da Arábia Saudita. Os valores da transferência não foram divulgados mas é possível que se situem por volta dos 6 milhões de euros, o mesmo que os encarnados pagaram para contar com os serviços do brasileiro. Pouco utilizado esta época, o "Chuta-Chuta" decidiu experimentar um novo campeonato muito influenciado pelos milhares de euros que irá ganhar nesta nova etapa da sua carreira.
Em termos de contratações, para já, o Benfica ainda não mexeu mas garantiu as renovações de André Gomes e Roderick Miranda, duas das promessas do clube, bem como a continuidade de Pablo Aimar, pelo menos, até ao fim da época. O argentino é um dos mais bem pagos do plantel mas também um dos jogadores mais adorados pela massa adepta. As suas qualidades dentro e fora do relvado fazem dele um elemento importante na estrutura de futebol do Benfica.

Quanto aos Dragões, depois de confirmadas as contratações de Liédson e Izmaylov, à ainda a destacar o retorno de Jorge Fucile que estava emprestado ao Santos. O lateral uruguaio já disse que não se importa de ficar na Invicta mas Vitor Pereira ainda nada disse sobre se conta ou não com o jogador.
Em sentido inverso, Ventura foi emprestado ao Sporting (num negócio paralelo à venda de Izmaylov) e o empréstimo de Walter ao Goiás foi prolongado.
É ainda crível que Diego Reyes e Hector Herrera, defesa e médio mexicano que são considerados dois dos mais promissores jovens argentinos cheguem na próxima época.

Outras transferências: Depois da lesão de Casillas, o Real Madrid foi ao mercado para garantir os serviços de outro guarda-redes e contratou Diego Lopez ao Sevilla; A Juventus também se reforçou em força, contratando Fernando Llorente para a próxima época e tentando garantir para o que resta da temporada um avançado sendo os nomes de Anelka e Lisandro Lopez os mais apontados;

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

LiedShow


Sempre tive bastante admiração e respeito por Liédson, alguém que nasceu para o futebol mas chegou tarde aos grandes palcos. De simples trabalhador na mercearia do Pai, Liédson da Silva Muniz teve de esperar até aos 24 anos para se afirmar no futebol brasileiro com uma grande temporada no Curitiba onde fez 21 golos em 29 jogos. Começava ai a história do "Levezinho". Com passagens com bastante sucesso por Flamengo e Corinthians (onde foi campeão Paulista em 2003) acabou por seguir o sonho europeu e ingressar no Sporting. E em boa hora o fez, dizem todos os adeptos portugueses que tiveram a possibilidade de ver o camisola "31" actuar. A sua rapidez, mobilidade e instinto "matador" deixaram em pedaços algumas das defesas mais experientes e menos habituadas a este tipo de avançado repentista. 

Com números impressionantes no Sporting (183 golos em 313 jogos) e uma estranha aptidão para marcar ao maior rival leonino, Liédson caiu nas boas graças dos adeptos leoninos sendo considerado por muitos um dos melhores avançados a passar pelo clube de Alvalade. A sua despedida no dia 4 de Fevereiro de 2011 deixou em lágrimas milhares de Sportinguistas que foram ao estádio mais para se despedirem do Levezinho do que para ver o Sporting-Naval a contar para o campeonato nacional. O "Levezinho" disse adeus marcando 2 golos nesse jogo de má memória para os Leões que acabaram por empatar a 3 com os figueirenses.No tempo que esteve em Portugal, o "31" naturalizou-se português e vestiu a camisola das "quinas" por 14 vezes marcando 4 golos. Foi ainda convocado para o Mundial de 2010 na África do Sul. 

Depois de passagens sem grande sucesso por Corinthians e Flamengo clubes que, como já referido, tinha representado antes de ingressar no Sporting, volta agora ao campeonato português mas para outro dos maiores rivais do Sporting, o Porto. Numa surpreendente contratação, LiedShow de 35 anos assina até ao final da época com os Dragões para aumentar o curto leque de avançados de Vítor Pereira. É certo que a idade já pesa, a disponibilidade física já não é a mesma mas Liédson, e isso é inegável, tem aquele toque que só os grandes avançados têm de, quando menos se espera, resolver um jogo. Se conseguir encontrar a melhor forma física e mental, será um argumento de peso na luta Porto-Benfica pelo título de campeão. Os sportinguistas, esses, vêem mais um jogador da "casa" seguir para o Porto (desta vez não directamente). Mais um murro no estômago dos adeptos leoninos.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Campos Inclinados


Nos meus, não muito longínquos, tempos de estudante do ensino básico relembro com algum gozo e saudade os intervalos passados a jogar à bola fazendo chuva ou sol, frio ou calor. E a bola rolava sempre, estivesse ou não disponível o único campo aceitável para se jogar. Muitas vezes, dado que até na escola se respeitava uma hierarquia, o pessoal mais velho ocupava o tão ansiado campo de alcatrão relegando-nos para uma rampa que ligava os pavilhões de aulas e o pavilhão desportivo.
Não deixava de ser divertido jogar aí, pese embora o facto de quem jogasse de baixo para cima tivesse muito maior dificuldade e em 99% das vezes perdesse a jogatana. Mas, para tornar tudo mais justo, acabámos por colocar alguns "handicap's" para que as equipas que jogassem em baixo tivessem reais hipóteses de vencer o jogo. Umas vezes jogavam com mais jogadores, outras começavam com 3 ou 4 golos de avanço. Enfim, o campo estava inclinado desde o inicio mas as equipas sabiam bem ao que iam e tinham ambas condições de vencer.

O Vitória de Setúbal - Porto da 12ª jornada da Liga Zon Sagres disputou-se ontem depois de ter sido adiado devido às condições do relvado. Um jogo que acabou com a vitória justa do Porto por 3-0. Lucho Gonzalez foi mesmo o "El Comandante" jogando e fazendo jogar, aproveitando também mais uma noite inspirada de Jackson Martinez. Os dragões lideram agora o campeonato, em conjunto com o Benfica, mas com vantagem no confronto directo.
Existe um ditado português que realmente se pode aplicar para descrever todo o imbróglio que este jogo gerou "O que nasce torto, tarde ou nunca se endireita". Neste caso, não se endireitou mesmo e depois da já de si polémica decisão de adiar o jogo, Pedro Proença teve mais um punhado de acções que põem qualquer adepto de futebol e, em especial, do Setúbal com os nervos em franja.
O Porto, já de si mais forte, aproveitou e seguiu pela A3 sem pagar portagem.
O Setúbal, a jogar "de baixo para cima" não teve as benesses que outros tinham e não teve hipóteses.

Análise Pontual - Futebol Feminino

Nesta primeira nota ao futebol feminino analisaremos a situação pontual.

Relativamente ao campeonato de Promoção:
Haverá uma fase de subida disputada a 2 voltas por 6 clubes (4 primeiros classificados das séries mais 2 melhores segundos classificados), subindo as duas melhores equipas para o campeonato Nacional. A tabela de baixo que se encontra na imagem revela os 2 melhores segundos classificados (a vermelho) até à data.
Os primeiros classificados surgem com alguma tranquilidade pontual. Tirando o caso do União Ferreirense (série C). Adivinha-se portanto que a série de apuramento seja a seguinte:

-Freamunde (Série A)
-União Ferreirense (série C)
-Valadares Gaia (Série C)
-A-dos-Francos (Série D)
-(um segundo melhor classificado)
-(seguinte segundo melhor classificado)

Não há fase de descida.


Relativamente ao campeonato Nacional:
Faltando 4 jogos para o final da 1ª fase, conseguirá o 1º Dezembro manter o seu estatuto, ou o 2º e 3º classificados terão uma palavra a dizer? Simultaneamente teremos mais outras duas lutas: o 4º lugar; e o desafio que Nuno Cristovão (ex-treinador 1º Dezembro) aceitou ao tomar o comando técnico do último classificado da liga.
Na segunda fase, a todos os clubes serão tirados 50% dos pontos. Serão criadas duas séries distintas, jogadas a 2 voltas. Será definido o campeão e os dois últimos classificados da série de manutenção baixam ao campeonato de promoção.
Esta segunda fase promete!

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Photo of the Weekend - 23/01/13


Barcelona perde no Anoeta. A equipa Azulgrana até esteve a vencer por 2-0 mas a expulsão de Gerard Piqué ainda na primeira parte condicionou, e muito, o desempenho dos homens de Tito Vilanova. A Real Sociedad conseguiu virar o jogo para 3-2, com o golo da vitória a ser marcado no último minuto de compensação. Foi esta a primeira derrota do Barça na liga ao fim de 19 jornadas.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Baralhar e voltar a dar


Como já era de esperar, os dois grandes do futebol português voltaram a vencer nesta última jornada da primeira volta da Liga. Porto e Benfica bateram Beira-Mar e Moreirense sem grandes apuros e demonstraram mais uma vez a força que tem caracterizado estas duas equipas.
O Porto, que jogou no Sábado, contou com uma pouco inspirada equipa do Paços de Ferreira que obviamente não teve armas para combater o arsenal azul e branco. Alex Sandro com um golo pleno de sorte e o talismã IzmaYlov fizeram os golos que deram a vitória aos da casa, ambos na segunda parte.
Os dragões aproveitam esta quarta-feira para pôr o calendário em dia ao deslocarem-se a Setúbal para defrontar o Vitória local. É a possibilidade dos comandados de Vitor Pereira se recolocarem na frente do campeonato, com os mesmos pontos que o Benfica.

Benfica que venceu esta Segunda-Feira o Moreirense no jogo que fechava esta jornada. Os encarnados apesar de uma primeira parte frouxa, entraram na segunda metade a todo o gás tendo marcado logo aos primeiros minutos de jogo por Salvio. A equipa encarnada foi controlando o jogo, impondo um ritmo não muito alto a partir do momento em que se colocou em vantagem. A equipa de Moreira de Cónegos cresceu um pouco nesse período mas já nos últimos vinte minutos esqueceu-se de Lima que isolado fez o segundo golo encarnado. Vitória carimbada e confiança reforçada para a ida a Braga na próxima jornada.

Destaque ainda para a vitória do Braga por 4-1 frente ao Setúbal, que mostrou uma grande resposta dos arsenalistas depois da inesperada derrota na Madeira diante do Nacional, e a vitória dos "putos" do Vitória de Guimarães por 3-1 frente ao Rio Ave. Um grande trabalho de Rui Vitória que merece ser destacado.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

O Jogo: Sporting 1 - 0 Beira-Mar

O Sporting entrou hoje no seu estádio com o objectivo de ganhar frente ao Beira-Mar. Num jogo entre  o 9º e o 13º classificado da Liga ZON Sagres, o Sporting conseguiu levar a melhor de forma justa. Mas atenção! Não foi fácil... 
O clube da casa fez uma primeira parte que deu sono, onde a bola ou era bombeada "lá prá frente" ou andava para trás e para os lados. Raramente conseguiu entrar nos últimos 30 metros. Raramente porque até até conseguiu... apenas por duas vezes. E duas vezes deram dois falhanços, o primeiro por Jeffren o segundo por Labyad.
A Segunda parte começou igual. Mas o momento do golo lá chegou: Aos 63' minutos de jogo Carrillo recebe a bola na quina da Área e faz um excelente remate em arco, fazendo assim um grande golo. (Carrillo entrou ao 59' minutos).  Após este golo o Sporting teve várias dificuldades no processo defensivo, muito devido à falta de um meio campo que não conseguisse "estancar" o jogo dos Aveirenses. Mesmo assim Wolfswinkel teve aos 89' minutos a oportunidade de marcar de penalti (discutível este lance)  mas este quis evitar que fosse falado em "Ajudas do Árbitros ao Sporting". Logo a seguir novo penalti mas desta vez para o Beira-Mar. Aqui apareceu "São Patrício" a evitar o empate. O Sporting foi obrigado a fechar-se e a sofrer,  sofrer, sofrer... nos momentos finais Patrício voltou a negar o empate por duas vezes na mesma jogada.
O Sporting garante assim a sua terceira vitória seguida, três jogos sem sofrer qualquer golo. Fecha assim a primeira volta do campeonato com apenas 18 pontos a outros 18 pontos do primeiro classificado.

Vamos ao Jamor?

Quarta e Quinta-feira desta semana foram dias de Taça de Portugal. Jogos estes que definiam quem passava a  fase seguinte, as meias finais.
Na passada quarta foi dia de dois confrontos "bons para o olho". Um dos jogos foi o chamado "Derbi do Minho" que colocou frente a frente Vitoria SC e SC Braga. Um jogo de loucos onde o Guimarães quase que entrou em campo já com vantagem de um golo, uma vez que os jogadores da cidade Berço conseguiram inaugurar o marcador nos primeiros 15 segundos do jogo. O Braga foi para cima do Guimarães obrigando o jogo a seguir para prolongamento. Já no prolongamento Barrientos voltou a fazer gosto ao pé e novamente nos primeiro minuto de jogo. Braga voltou a carga mas o guarda-redes do Guimarães este imperial não deixando que o Braga marcasse mais nenhum golo. Desta feita segue o Guimarães para as meias finais.
O outro jogo do dia colocou Paços de Ferreira frente a frente com o Gil Vicente. Um bom jogo que ficou apenas decidido nos últimos minutos  (93') com um golo de Caetano.

Ontem foi dia de mais dois jogos para a Taça de Portugal.
O Belenenses mediu forças com o Arouca num jogo que colocou o 1º com o 4º classificado da Segunda Liga. Um jogo em que o Arouca marcou ao minuto 7 e conseguiu levar esse resultado até à segunda parte ao minuto 56', momento em que o Belenenses entrou em acção marcando 4 golos em 34 minutos. O resultado final foi de 1-4 a favor do Belenenses.
O Benfica foi ontem a Coimbra fazer um jogo de treino. Isto devido ao fraco desempenho da equipa da casa. A equipa Lisboeta marcou 3 golos em 30 minutos e depois do terceiro tentou proteger a posse da bola implementando um ritmo mais lento de jogo. Mesmo assim criaram vários lances onde podiam ter dilatado o marcador. Não o fizeram até ao minuto 71', este num lance criado e finalizado com grande classe por Salvio. A Académica podia ter marcado também e teve bons lances para isso. O problema foi  ter estado na baliza  Artur (e não o Artur do segundo golo do Porto no passado Domingo).

Já no próximo dia 30 será jogada a primeira mão das meias finais. A segunda mão, essa está marcada apenas para o mês de Abril, dia 17.
Jogos das meias finais:

  • Guimarães - Belenenses
  • P. Ferreira - Benfica


quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Novo Ponto de Discussão: 2ª Liga

A segunda Liga começou ao rubro este ano, um pouco devido a inclusão das equipas B na antes chamada Liga Orangina. Queria neste post que todos contribuíssem com a sua opinião acerca do estado actual da Segunda Liga.


 Deixo então alguns Pontos:
  • Concorda com a inclusão das equipas B na Segunda Liga.
  • Como acha que está neste momento a segunda Liga.
  • Acha que as equipas que possam obter a promoção têm capacidade para garantir a permanência na primeira Liga.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Photo of the Weekend - 14/01/13



Foi a dia 7 que Jesualdo Ferreira foi chamado a comandar as tropas Sportinguistas. Uma semana depois JF parece ter conseguido dar alegrias aos seus adeptos e, mais importante, aos seus jogadores. Com dois jogos na sua semana de estreia, a equipa venceu o primeiro por 1-0 e o segundo jogo por 0-2. No segundo jogo, foi clara a intervenção de Jesualdo. O Sporting consegue fazer assim dois jogos seguidos sem sofrer golos, dois jogos seguidos a marcar e, mais importante, dois jogos seguidos a ganhar.

O Estúpido, o vesgo e os "outros todos que temos lá"

Um grande clássico foi o que pudemos assistir ontem à noite entre as duas melhores equipas do futebol português. Benfica e Porto foram chamados à acção e não se coibiram de entrar a todo o gás, de tal forma que aos 15 minutos de jogo o resultado já marcava 2-2. Os visitantes tiveram por duas vezes em vantagem, primeiro graças a um cabeceamento de Mangala na sequência de um livre de João Moutinho e depois por Jackson Martinez devido a uma autêntica oferenda de Artur Moraes que deu a bola ao avançado do Porto que só teve de encostar.
Pelo meio houve Matic, a empatar o jogo a uma bola e Gaitan a colocar o resultado empatado a dois.
E podia muito bem acabar aqui, porque não houve mais golos e o jogo foi caindo a pique à medida de que o tempo foi passando.

Um jogo interessante dominado, na primeira parte, pelo Porto sem que o Benfica se conseguisse soltar da teia montada no meio-campo portista. Sem James mas com Defour que serviu mais como 4º médio do que 3º avançado, os dragões tiveram bastante mais bola face a um meio-campo encarnado povoado por Matic e Enzo. E se em certos momentos os da casa equilibraram a contenda, bem podem agradecer ao primeiro. O Sérvio fez um jogo do outro mundo, muitas vezes parecendo ocupar todo o centro do campo, recuperando bolas e saindo a jogar com uma facilidade tremenda.
Já na 2ª parte, a entrada de Carlos Martins por Enzo teve efeitos práticos que permitiram ao Benfica subir de produção.
Jesus apostou em Lima no onze inicial mas não teve efeitos práticos. O brasileiro pareceu um pouco perdido e nunca conseguiu fazer aquilo que provavelmente o técnico encarnado pretendia. Foi um jogo mais de esforço do que de inspiração. O mesmo se pode dizer de Cardozo, que teve nos pés uma grande oportunidade para colocar o Benfica na frente mas Helton acabou por fazer uma defesa do melhor que já se viu.
Jackson fez o gosto ao pé (como já referi, bem pode agradecer a Artur) e criou vários calafrios à defensiva encarnada. Varela também fez um jogo bastante conseguido.
Termino falando nas defesas porque simplesmente não existiram nos golos de ambas as equipas. Helton e Artur ficaram ambos com culpas no cartório nos segundos tentos de cada conjunto.
Mangala teve uma actuação imperial e Otamendi teve erros que podiam ter custado caro (o 2º golo do Benfica deve-se também a um mau alivio do argentino).
Já nos encarnados, Melgarejo foi talvez o menos mau de uma defesa que não esteve certamente no seu melhor dia, sentido-se claramente a ausência do capitão Luisão.


Adorava falar apenas de futebol mas tenho de deixar aqui alguns reparos a senhores que realmente não sabem o que dizem ou não dizem o que sabem. Pinto da Costa disse à cerca de um mês que "Estar sempre a falar de árbitros, além de ridículo é estúpido. Mas como há muitos estúpidos, vai-se continuar a falar." A menos que Vitor Pereira não tome atenção às palavras do seu Presidente, temos aqui um caso grave de "estupidez aguda" já em estado avançado. O espectáculo que proporcionou tanto na flash interview como na conferência de imprensa não foi digno do maior jogo do campeonato. Se fosse em Inglaterra...

Já quanto ao árbitro, lá vou eu ser estúpido e dizer que até esteve bem, ressalvando alguns cartões amarelos que não saíram do bolso para ambas as equipas e uns 6 ou 7 foras-de-jogo mal tirados por um fiscal de linha pouco inspirado e com claros problemas de visão.

Para terminar e relembrando que o mercado de inverno, embora não pareça, está aberto pergunto na ressaca deste clássico se virá ai alguma surpresa ou se "os que temos cá" servem para Benfica e Porto atacarem as competições em que estão inseridos?

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Votação - Os Melhores de 2012


A entrega anual dos prémios FIFA suscitou grandes debates em torno da forma como os prémios são atribuídos e da justeza dos vencedores. Leo Messi acabou por ser considerado o melhor jogador do mundo no ano transacto enquanto que Vicente del Bosque foi eleito o melhor treinador do ano.
As discussões entre os membros do blog têm sido fervorosas, com diferentes pontos de vista a virem ao de cima. Assim, achamos que temos a obrigação de perguntar aos nossos leitores qual a sua opinião.
O Patadas No Borges vai eleger  "Os Melhores de 2012"!

A votação será feita da seguinte forma:

  1. Neste post serão dadas 5 categorias para votação;
  2. A votação será feita nos comentários deste post. Os leitores escolherão o seu "Top 3" para cada tópico em escrutínio. Para cada tópico, o "Top 3" valerá 5, 3 e 1 ponto, respectivamente;
  3. Será feita a contagem dos votos e apresentados os resultados; 

As categorias são as seguintes:

  • Melhor jogador Mundial do Ano.
  • Melhor jogador a actuar em Portugal.
  • Melhor treinador Mundial do Ano.
  • Melhor treinador a treinar em Portugal.
  • Melhor clube do Ano.

Não existe qualquer lista de jogadores/treinadores/clubes. Cada votante pode votar em quem bem entender. Se possível, justifique as suas escolhas.
As votações estarão abertas até dia 17 de Janeiro, às 23:59.
Os resultados serão apresentados no dia 18 de Janeiro!

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

A festa da Taça

Notas rápidas sobre a Taça da Liga:

- Taça que é taça, mesmo sendo da Liga, tem que ter surpresas. Assim se explica a vitória do Sporting.

- A vitória dos Leões e, em especial, o golo de Wolfswinkel foi de tal forma inesperado que até o Papa Bento XVI escreveu no Twitter: "É milagre. O Sporting ganhou".

- O Porto foi multado por andar numa auto-estrada a menos de 50 Km/H. Foi um jogo do "devagar, devagarinho e parado".

- Os Dragões beneficiaram de um penalti que não deixa duvidas... o João Vieira Pinto andou a mostrar VHS's ao Sebá.

- Já o Benfica suou a bem suar para ganhar à grande Briosa. Começou a ganhar, Jardel entrou em acção e depois disso deu a volta. Jardel sempre a defender o espectáculo do futebol.

- Alan Kardec marcou um golo!

- As meias-finais são entre Braga-Benfica e Porto-Rio Ave. Os quatro grandes do futebol português não vacilaram nesta competição.

Por onde andas tu Urreta?


Jonathan Matías Urretaviscaya da Luz é o nome completo deste jogador, mas jogador “da Luz” tarda em ser. Urretaviscaya chegou ao Benfica em 2008 na sua época de estreia deu entusiasmo aos adeptos benfiquistas. Jogou em 17 jogos oficiais com Quique Flores e foi titular em seis desses jogos. Isto num ano onde o plantel do Benfica tinha nomes como Di Maria, Reyes, Rubem Amorim e Balboa (este também merecia um bom post).

Na época seguinte Jorge Jesus tornou-se o chefe do navio Benfiquista. Jesus não era apreciador das suas características e remeteu este para os suplentes do Benfica, ou, para sermos mais claros, para as reservas benfiquistas. No entanto nesta mesma época, num jogo onde Jesus colocou o jovem Uruguaio no onze inicial por não ter outras opções para a posição, este fez um grande jogo contra o FC Porto, tendo dado bastante trabalho à ala esquerda do clube do norte. No entanto não chegou para convencer o técnico Benfiquista. Urreta decidiu-se então por regressar ao país Natal para jogar com mais regularidade na segunda metade da época. Ao serviço do Peñarol fez uma boa época e era de antever um regresso em bom plano aos relvados da luz.

Na pré-época seguinte, Urreta voltou a tentar ter lugar no clube Benfiquista, mas não conseguiu e voltou a ser emprestado, desta vez foi jogar para o campeonato espanhol ao serviço do Deportivo da Corunha. Todavia, após um início de época prometedor, uma desavença com um dos veteranos da equipa ditou o seu afastamento do onze inicial dos galegos. Em Janeiro  voltou ao Peñarol, mas via-se que o seu futebol já era demasiado bom para um campeonato como o uruguaio.

Já na época passada foi logo emprestado no inicio da época ao Vitória de Guimarães. Contudo, no aquecimento para o seu jogo de estreia na cidade berço, o jogador lesionou-se e perdeu assim metade do campeonato. Já na segunda volta, regressou aos relvados tendo feito uma boa segunda volta com um total de 14 jogos realizados, nove deles a titular. Foi considerado até dos melhores elementos do clube na segunda volta.

Chegamos então à época 2012-2013. De volta aos treinos no clube da Luz, Urreta era visto como carta fora do baralho. Numa altura inicial em que o mercado de Verão ainda estava aberto, o Benfica tentava vender o jogador por uns irrisórios 400 mil euros. Apesar do valor tão baixo, tendo em conta o valor real do jogador, este não chegou a ser vendido. Urretaviscaya ficou então fora dos quadros quer da equipa principal quer da equipa B. No entanto este jogador já voltou a vestir a camisola do Benfica, num jogo de treino entre a equipa principal e a equipa B. Neste jogo, Urretaviscaya vestiu a camisola do Benfica B, tendo jogado todos os minutos. A equipa principal venceu por 7-2, mas Urreta foi o autor dos dois golos da equipa B. Recentemente, numa entrevista ao jornal A Bola, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, afirmou que Urretaviscaya, juntamente com Luisão e Aimar, seria um reforço do mercado de Inverno para as equipas, principal e equipa B, mas, até ao momento, o jogador não está inscrito em nenhuma das equipas.

Alguém com tino!


“Havia falta de organização coletiva” nem mais! Era óbvio.

Ora que mais se pode dizer, duma equipa que não consegue fazer 8/9/10 passes seguidos de uma forma regular e que quando joga em jogo direto também não consegue ter sucesso? Com Sá Pinto, Oceano e Vercauteren não deviam haver treinos táticos (entenda-se: organização coletiva/forma de todos os jogadores se posicionarem em campo nas mais variadas situações de jogo). Ainda assim Sá Pinto era o que mostrava mais “fio de jogo”, mas sempre de uma forma medíocre.

Quando vemos um jogo, por exemplo, do Benfica ou do Porto  conseguimos ver um determinado tipo de comportamentos (ações técnicas e táticas) repetidamente. Comportamentos esses que conseguem criar perigo nas redes adversárias ou evitar golos nas suas balizas. Porém, no SCP não se consegue ver tal coisa. Observa-se uma equipa que 1º: não defende bem (falhas do jogador sobre a bola e das coberturas/equilíbrio), 2º uma equipa que não sabe o que fazer à bola quando a tem (ou são os centrais a por a bola na frente ou o Capel a ficar 1min com a bola cada vez que a consegue agarrar) e 3º uma equipa sem paixão, sem amizade e sem querer, enfim desmotivada.

Espera-se de Jesualdo exatamente uma melhor organização coletiva e sobretudo “consistência defensiva”. Relembro que o senhor Vercauteren sofreu golos em 10 dos 11 jogos que realizou. Daqui para a frente veremos, creio eu, um Sporting com certas dinâmicas repetidamente efetuadas no decorrer do jogo.

Ainda há espaço para uma nota sobre Godinho Lopes. Este presidente arrisca-se a ser o pior da história do Sporting a nível de futebol. Investiu imenso em apenas duas épocas e não para de errar nas escolhas dos treinadores. Tendo o Sporting a 29 de Dez. de 2012 estado eliminado de todas as competições em que se inseria (no campeonato não consegue ser campeão). Será que Jesualdo lhe vai trazer tranquilidade? Qual será onze titular frente ao Paços para a Taça da Liga? A dar-se a Assembleia Geral e a haver eleições tem Godinho Lopes condições de se recandidatar? E se o atual Presidente sair como ficarão as contas (dívidas) do SCP? Poderá o SCP arriscar tal instabilidade? Ficam as questões.

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Chuteiras Personalizadas

David Beckham deu o mote para a moda das chuteiras personalizadas quando mandou fazer umas com o nome dos seus 4 filhos.



Muitas outras se seguiram e agora um conhecido jogador português decidiu pôr o nome dos seus filhotes: Meia Laranja e Casal Ventoso (para quem não sabe estes são 2 dos bairros mais problemáticos de Lisboa).


Há com cada uma…
Já dizia o meu velho: 'Podes tirar o João Pereira do casal ventoso, mas não podes tirar o casal ventoso do João Pereira.

As frescas


Depois da entrega dos prémios em Zurique, já aqui comentada, parece que cada um dos finalistas seguiu o seu caminho. O Patadas no Borges pode garantir que o Messi foi para a sua residência na reputada zona de Pedrables festejar com os seus seis irmãos e a Branca de Neve! Já o nosso Ronaldo foi para o funchal chorar no colo da mãe! (Depois de ver as trombas dele julguei que fosse a Irina a pagar as favas mas…)
Já o Mourinho falhou a entrega dos prémios para ir ver o treino do filho. Se fosse eu a perder o prémio para um bigode daqueles que só fez meia dúzia de jogos numa época também tinha ido fazer outra coisa qualquer.
Entretanto por cá aconteceu o mais inesperado..
Vercauteren foi demitido! (não sei se chegou a acordo com a SAD ou se vai continuar a receber mas isso interessa a alguém??). Quem o vai substituir não é mais nem menos do que o Professor Manager Treinador Jesualdo Ferreira. Com esta é que eu estou parvo, não estava nada à espera! Há quem diga que este sujeito só consegue ganhar no FCP onde até um macaco no banco era campeão. Já o Borges acha que desta vez é que é! Coitadinho…
O Cajuda é o novo treinador do Olhanense! Com ele e o Jesus as conferências de imprensa da Liga Zon Sagres serão mais entusiasmantes do que nunca!
Já o Tonel assinou pelo Beira Mar. WTF??!!
O Porto já comprou o Izmailov, agora só falta comprarem 2 joelhos..
Por ultimo, o Quaresma assinou por um clube qualquer do Dubai, mas fontes próximas do jogador afirmam que não foi pelo ordenado mas sim pela vontade de trabalhar com o técnico Quique Flores! 
E assim anda o mundo..

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Chapa 4 para Messi

E mais uma vez Messi foi o grande vencedor da Bola de Ouro FIFA, prémio que distingue o melhor jogador de futebol do Planeta no ano transacto. O astro argentino arrecadou 41,60% dos votos, contra os 23,68% de Cristiano Ronaldo, 2º classificado. Andreas Iniesta arrecadou o 3º lugar do pódio com 10,91%. 
Esta é já o 4º galardão consecutivo que "La Pulga" recebe, sendo o único na história do futebol a conseguir tal feito.

Pessoalmente, não concordo com os moldes em que ocorre a votação nem no seu vencedor. Ronaldo devia ser considerado o melhor jogador do mundo, tanto pelo que jogou como fez jogar. Ganhou títulos de elevada importância (Liga Espanhola) e chegou a meias-finais de duas das maiores competições do mundo: Champions League e Europeu. Messi, no mesmo período de tempo apenas ganhou a Taça do Rei. Deve ser a primeira vez que um jogador vence um troféu deste calibre ao vencer uma taça nacional. Quanto ao recorde de golos, obviamente que tem mérito mas nem se sabe se será mesmo um recorde dado o elevado número de pretendes e não existir uma contagem oficial por parte da FIFA.

 Já no que toca aos treinadores, Vicente del Bosque arrecadou o prémio de melhor do mundo em 2012 muito por culpa de ter dado à Espanha o seu segundo Europeu consecutivo, entre-mediado com um Mundial. José Mourinho ficou em 2º lugar e Pep Guardiola em 3º. Aqui, nada a apontar.

Todos os Vencedores:
Bola de Ouro FIFA: Lionel Messi (Arg, FC Barcelona).
Treinador do Ano: Vicente Del Bosque (Esp, selecção de Espanha).
Jogadora do Ano: Abby Wambach (EUA).
Treinador do Ano de Equipa Feminina: Pia Sundhage (Sue, selecção dos Estados Unidos).
Prémio Puskas (melhor golo do ano): Miroslav Stoch (Svq, Fenerbahçe).
Prémio Fair-Play: Federação Uzbeque de Futebol.
Onze do Ano da FIFPro: Iker Casillas (Esp, Real Madrid); Daniel Alves (Bra, FC Barcelona), Marcelo (Bra, Real Madrid), Gerard Piqué (Esp, FC Barcelona) e Sergio Ramos (Esp, Real Madrid); Xabi Alonso (Esp, Real Madrid), Andrés Iniesta (Esp, FC Barcelona) e Xavi Hernandez (Esp, FC Barcelona); Cristiano Ronaldo (POR, Real Madrid), Radamel Falcao (Col, Atlético de Madrid) e Lionel Messi (Arg, FC Barcelona).
Prémio Presidencial: Franz Beckenbauer (Ale).

Photo of the Weekend - 7/01/13


Tudo acontece a Mourinho. O técnico português manteve a aposta em Adan mas o canterano fez penalti e foi expulso logo aos 5 minutos de jogo. Iker Casillas foi chamado mas não conseguiu evitar o golo da Real Sociedad. Os Merengues, mesmo com 10, acabaram por vencer por 4-2 com uma grande exibição do inevitável Cristiano Ronaldo. 

A Liga voltou e nada mudou

Depois da habitual (e também incompreensível) paragem devido ao período festivo, voltámos a ter jogos para a Liga Portuguesa de Futebol e, arrisco dizer, sem resultados surpreendentes.
O Sporting voltou a perder, desta feita com o Paços de Ferreira por 1-0. A equipa de Paulo Fonseca é uma das grandes surpresas do campeonato pelos resultados que tem conseguido e pela qualidade que apresenta em campo. Uma equipa madura, que sabe o que pretende do jogo nas suas diversas fases e que, tal como o seu técnico disse, não fez dos melhores jogos da época mas apenas o suficiente para ganhar a um colectivo verde e branco paupérrimo e que parece em sofrimento.
Os leões até tiveram alguns lances na primeira parte dignos de registo (Capel atirou ao poste) mas pouco mais fizeram.
Quando o técnico de uma equipa como o Paços vai jogar a Alvalade e no fim dispara "O Sporting criou-nos algumas dificuldades" pouco mais há a dizer. O barco está cada vez mais próximo de afundar e não se vislumbram bóias de salvamento. Veremos quanto tempo demorará  Vercauteren a ser mais uma vitima desta triste época leonina.
Destaco pela positiva a dupla André Leão/Josué que estão numa forma tremenda e carregam este Paços para a frente (o último marcou o tento vitorioso) e pela negativa Pranjic por ser o pior de toda uma equipa destroçada. O ex-jogador do Bayern nem parece o mesmo e neste momento nem para a equipa B tinha lugar.

O Porto recebeu e venceu o Nacional num jogo controlado, por completo, pelos azuis e brancos. Apesar do curto resultado (1-0) os dragões tiveram inúmeras oportunidades para dilatar a vantagem e chegar a números gordos. Assim não aconteceu e no fim ainda tremeram um pouco com o chuveirinho madeirense. Destaco pela positiva Moutinho, dono e senhor do meio-campo portista pautando o jogo e criando oportunidades (mostrando-se cada vez mais confiante na meia-distância) e pela negativa a lesão de James que vai concerteza condicionar a preparação do clássico. Não foi dos melhores jogos do Porto esta época, mas o que é certo é que garantiram os três pontos.

Já o Braga venceu em casa o Moreirense por 1-0 numa partida que teve Éder como principal figura. O avançado português teve várias ocasiões para marcar e acabou mesmo por o fazer recolocando a vantagem sobre o Paços de Ferreira em 4 pontos. A equipa de José Peseiro contou com algumas baixas importantes no sector defensivo mas nem isso fez com que a equipa de Moreira de Cónegos criasse muitas dificuldades, mostrando-se inofensiva.

A jornada terminou com o Benfica a visitar o Estoril e a vencer por 3-1, golos marcados por Gaitan, Lima e Salvio para os forasteiros e por Gonçalo para os da casa. Num bom jogo de futebol, tivemos uma equipa encarnada a fazer um pressing alto e constante, nunca dando espaço aos homens do Estoril para desenvolver as suas acções. Os jogadores mais avançados da equipa canarinha foram completamente dominados pela defensiva contrária, muito por culpa da impossibilidade demonstrada pelos médios em criar jogo. Foi um Benfica sério e competente a realizar uma boa exibição num terreno difícil (tanto pela equipa a defrontar como pelas condições do mesmo). As águias são, na minha opinião, quem melhor joga futebol em Portugal e parecem preparadas para o duelo escaldante do próximo Domingo contra o Porto.

Todos os resultados:

 FTGil Vicente0 - 0Vitoria Guimaraes
 FTRio Ave0 - 1Olhanense
 FTAcademica Coimbra4 - 2Vitoria Setubal
 FTSporting Lisbon0 - 1Pacos Ferreira
 FTFC Porto1 - 0Nacional
 FTMaritimo1 - 1Beira Mar
 FTBraga1 - 0Moreirense
 FTEstoril1 - 3Benfica

sábado, 5 de janeiro de 2013

Brasileirão - Aceitam-se Estrelas

Ao ontem lhe ter trazido um texto sobre as principais mexidas ocorridas, até agora, no mercado de Inverno, uma ideia que já tinha à alguns meses acentuou-se. O Campeonato Brasileiro está numa ascensão brutal face ao que se verificou nas ultimas décadas.
Até à algum tempo, o sonho de qualquer jovem brasileiro era dar o salto para uma Europa desenvolvida e jogar num dos grandes clubes europeus. O leque de escolha era variado, as condições económicas e o nível de vida praticado no continente europeu eram apetecíveis e daí que os melhores jogadores brasileiros rapidamente saltassem para este lado do Atlântico. Muitos deles, fizeram-se autênticas lendas do desporto como foi o caso de Ronaldo ou Ronaldinho Gaúcho. 
Depois do trajecto feito na Europa, muitos ainda voltavam ao país natal para competir mais duas ou três temporadas (os nomes mencionados acima entram neste lote) mas num nível mais baixo. 

Mas face à grave crise económica que a Europa vive, afectando 99% dos seus clubes e o incrível desenvolvimento económico que o Brasil verificou nos últimos anos, o paradigma parece estar a mudar. Muitos jogadores estão a preferir ficar em terras de Vera Cruz por já não compensar, do ponto de vista financeiro, a mudança de campeonato. O risco da aventura não correr bem tem, também, de ser tido em conta. 

A transferência de Pato do Milan para o Corinthians, apesar de ser em condições especiais, é o mais recente caso desta tendência cada vez mais comum nos dias que corre. Temos, já esta época, alguns nomes interessantes como Renato Augusto (médio de 24 anos do Leverkusen para o Corinthians) ou Zé Eduardo (avançado de 25 anos do Siena para o Vasco, por empréstimo). Outros mais poderão juntar-se a esta lista como Elias do Sporting ou Robinho do Milan.
Assim será a partir de agora: ou clubes com donos de grande poder económico dispensam grandes quantias para ir buscar os jogadores brasileiros (como PSG/Chelsea fizeram com Lucas/Oscar) ou teremos cada vez menos jogadores brasileiros no continente europeu e os que por cá andarem não serão de grande nomeada. 
Será esta uma boa oportunidade para, por exemplo, se apostar mais em jogadores portugueses? Esperemos que sim! 

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Oscar Cardozo em grande forma. Rodrigo a querer seguir as pisadas do companheiro.


Oscar <<Takuara>> Cardozo, com o número de golos que tem marcado nos últimos jogos, parece ser um jogador que está em grande estado de forma. Soma neste momento 21 golos marcados em competições oficiais nesta época (fonte zerozero.pt), sendo presentemente o melhor marcador da Liga Zon Sagres (Jackson Martinez, segundo classificado, tem um jogo a menos).  É um jogador que, apesar de só agora ser adorado por todos os adeptos do clube que representa, está no restrito lote de jogadores com 100 ou mais golos marcados na Liga Portuguesa. Neste momento é muito falado mesmo até “fora de portas” por ter uma média de 1,05 golos por jogo e assim ser o terceiro goleador mais eficaz a jogar na Europa, atrás de estrelas mundiais como Lionel Messi e Radamel Falcão. Nos últimos dias têm surgido vozes com as de Nuno Gomes e de Nené afirmando estarem rendidos ao momento de forma do goleador do Benfica e afirmando que este deve continuar na luz, apelando assim à renovação do jogador. Num momento em que se começam a queimar pestanas, por parte de elementos técnicos de Benfica e Porto pela aproximação do grande clássico entre as duas equipas, Tackuara está em grande momento de forma, esperando para ver por quanto tempo o momento de forma se mantém.
Em sentido igual parece estar Rodrigo Moreno, companheiro de posição e de clube de Oscar Cardozo, tendo efectuado no reduto do Aves, um grande jogo com dois golos e duas assistências. Rodrigo Moreno é um jogador que após a lesão feita num lance com Bruno Alves num jogo frente ao Zenit, perdeu o momento de forma. Depois de bastantes meses a tentar marcar golos por forma a ganhar motivação  parece ter conseguido o que desejava estando agora na pista de lançamento para um bom momento de forma. Neste momento leva 8 golos marcados em jogos oficiais na presente época(fonte zerozero.pt).Veremos como será o seu desempenho nos próximos jogos.

Com "muchas ganas" de comprar

O mercado de transferências abriu no dia 1 de Janeiro e quatro dias volvidos já foram consumados alguns negócios importantes por essa Europa fora. 
O Chelsea de Abramovich avançou rapidamente para um dos melhores avançados a actuar na Premier League - Demba Ba. O Senegalês deu (e muito) nas vistas no Newcastle e saiu por uns irrisórios 9 Milhões de Euros menos do que, por exemplo, o Sporting pagou por Elias e o dobro do preço que o Benfica pagou por Javier Balboa, esse melhor jogador Guiné-Equatoriano de todos os tempos. 
Uma contratação acertada, na minha opinião. Torres tem sido a única opção válida(?!?) para a frente de ataque. Percebe-se a aposta em Moses mas o miúdo nigeriano ainda está muito verde e nem é propriamente um avançado puro. Daí que a contratação de Ba seja um golpe de mercado bastante interessante. Se foi Benitez o responsável, tiro-lhe o chapéu (e acredite, eu não sou fã do espanhol). 

Em sentido inverso, Sturridge consumou uma, um tanto ou quanto, surpreendente transferência para o Liverpool por valores próximos dos 15 milhões de euros. O internacional inglês de 23 anos não vinha de uma boa fase, tendo sido pouco utilizado por Roberto di Matteo e mais recentemente por Rafael Benitez algo que, deixe-me que lhe diga, me faz alguma "espécie". Sturridge é um jogador com invulgares características físicas combinadas com um bom poder de finalização, tendo apontado 11 golos na passada edição do campeonato inglês.  Um jogador destes podia e devia ter mais oportunidades na equipa dos "blues" e tenho a certeza que irá fazer um bom par com outro grande avançado a jogar em Inglaterra, de seu nome Luis Suarez. 

Virando agulhas para Itália, o Milan confirma a venda de Pato ao Corinthians por 15 milhões de euros um valor que coloca esta transacção como a maior alguma vez feita no futebol brasileiro, superando a de Carlos Tevez, também para o Corinthians. É pena ver um jogador como Pato sair assim do Milan mas as sucessivas lesões que afectam o jogador à vários anos fazem deste um negócio bastante apetecível para os italianos. Já o Corinthians espera vender mais umas quantas camisolas e bem pode rezar à senhora do Caravaggio para que o jogador de 23 anos consiga, de uma vez por todas, debelar as lesões de que tem sido alvo. 
Ainda no histórico italiano, Robinho também parece que vai ficar no Brasil. Apesar de nada ainda ter sido confirmado, a intenção do jogador é ficar em terras de Vera Cruz e a do Milan é a de vender.  Berlusconi, presidente dos Rossoneros é a de "contratar uma nova fornada de jogadores de tenra idade para recolocar o Milan no topo do futebol Europeu". 

Em termos nacionais, a grande transferência até agora foi a saída de João Tomás para o Recreativo de Libolo algo que só pode ser justificável pelo salário que o avançado português irá receber no bicampeão angolano. Com o Rio Ave a fazer uma das suas melhores épocas de sempre, é realmente uma pena que perca desta forma o seu melhor avançado. Mas compreende-se a posição do dianteiro, que provavelmente vai garantir a sua reforma ao jogar mais duas épocas em Angola.

Deixando ainda um comentário à situação de Izmailov que, para mim, se assemelha à de Pato. Um jogador com uma qualidade extraordinária mas que não se consegue livrar das lesões que, semana após semana, o deixam de fora. Se realmente forem verdade as noticias que pairam de que pode ir para o Futebol Clube do Porto, o Sporting resolve uma situação que já se vem arrastando à algumas épocas, mas entrega um jogador que na sua melhor forma resolve jogos e, atrevo-me a dizer, campeonatos. Esperemos para ver quais as contrapartidas (em dinheiro ou jogadores) que cairão em Alvalade através deste negócio. 

Abre oficialmente a época de caça

É com muita alegria, satisfação, euforia e pingos de suor a cair dos poros que a equipa do Patadas no Borges dá as boas vindas a todos os leitores que presenciam a inauguração oficial de um dos mais promissores blogs de toda a cidade de Tires.

Além de gostarmos de malhar no Borges, o futebol é algo que também nos fascina e pelo qual perdemos horas a fios numa busca incessante pelo conhecimento futebolístico.

O que vão puder encontrar ao ler nossas análises (o brasileirismo é propositado) é apenas o ponto de vista individual do autor, não retratando a opinião de toda a equipa, sendo aliás a discórdia e a "bulha" uma das nossas maiores características enquanto grupo. 

Sem mais a acrescentar, esperemos que o leitor beba deste nosso cálice de conhecimento, muitas vezes misturado com gotas de estupidez ou de pura parvoíce. 

A equipa do Patadas no Borges.